Publicidade

Publicidade

Arquivo de março, 2008

31/03/2008 - 13:35

HISTÓRIA OLÍMPICA 11

Compartilhe: Twitter

A segunda edição dos Jogos Olímpicos da era moderna foi realizada em Paris, no ano de 1900. Nenhuma cidade concorreu com a capital francesa pelo direito de sediar o evento, que fez parte da Exposição Universal. As disputas foram espalhadas durante cinco meses e muitos atletas morreram sem saber que tinham participado dos Jogos Olímpicos. Pela primeira vez, as mulheres disputaram as competições, mas foram apenas 22 entre 1000 atletas de 24 nações.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
30/03/2008 - 22:16

PONTE FIRME

Compartilhe: Twitter

Desde que comecei a contar cada ponto em cada confronto para definição dos semifinalistas do Paulistão, a Ponte Preta foi a melhor surpresa. Apesar de ter engasgado no Rio Claro, conseguiu ótima vitória contra o Noroeste e agora só depende das próprias forças.

Acontece que, para infelicidade da Ponte, o esforço terá que ser muito grande. Afinal de contas, a tarefa é derrubar o Santos na Vila, coisa que ninguém consegue desde janeiro, há sete jogos. E aí vem outra coisa interessante nessa história: será que o peixe vai ajudar o rival Corinthians?

Dos quatro times que ainda brigam por duas vagas para a fase semifinal do Paulistão, considero o Corinthians ainda com mais chances. Contando com pelo menos um empate na Vila, o time só precisa derrotar o Noroeste, em Bauru.

Assim como a Ponte, o São Paulo também só precisa ganhar a sua partida na última rodada, mas o rival é o ameaçado Juventus e o jogo será no Morumbi. Já o Barueri, vai lutar para derrotar o Palmeiras e esperar pelos menos dois tropeços nos jogos de São Paulo, Ponte Preta e Corinthians.

Na última rodada, todos os jogos estão marcados para domingo, no mesmo horário, às 16h: Ituano x Guaratinguetá, Barueri x Palmeiras, São Paulo x Juventus, Santos x Ponte Preta, Noroeste x Corinthians, Guarani x Rio Preto, Sertãozinho x Portuguesa, São Caetano x Mirassol, Marília x Rio Claro, Paulista x Bragantino.

Outra coisa interessante é imaginar como vão ficar os confrontos decisivos. Se a primeira etapa da competição terminasse hoje, as semifinais seriam Guaratinguetá x Ponte Preta e Palmeiras x São Paulo (1º x 4º e 2º x 3º).

E para você, quem se classifica? Quais serão as semifinais?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
30/03/2008 - 18:37

HISTÓRIA OLÍMPICA 10

Compartilhe: Twitter

Uma medalha de ouro não significava nada na primeira edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, em Atenas. No ano de 1896, os campeões eram premiados com um diploma, um ramo de oliveira e uma medalha de prata que tinha o rosto de Zeus e a palavra Olímpia em uma das faces e a Acrópole representada na outra face, junto com a inscrição, também em grego: Jogos Olímpicos Internacionais de Atenas 1896. O segundo colocado recebia um diploma, um ramo de louro e uma medalha de cobre e o terceiro não era premiado. Os Estados Unidos lideraram o quadro geral dos Jogos com 11 campeões olímpicos, à frente da Grécia, que obteve um número maior de pódios.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
28/03/2008 - 17:29

O TAL MAIÔ

Compartilhe: Twitter


Australiano Eamon Sullivan comemora recorde dos 50m livre

Quando eu era criança, maiô era coisa para senhoras de respeito, uma bela peça do vestuário para freqüentar praias ou piscinas. Agora é coisa de nadador de alto nível, daqueles querem muita velocidade.

A tecnologia foi fundamental para a queda de quase todas as marcas da natação nos últimos anos. As piscinas quase sem borda, com ralos laterais que diminuíram o retorno das ondas, ajudaram bastante. Mas a maior diferença foi feita pelos maiôs.

Em 92, foram lançadas as primeiras roupas de corpo inteiro para nadadores, com evolução em 96 e explosão em 2000, quando 83% dos medalhistas na piscina dos Jogos Olímpicos de Sydney usavam o FASTSKIN, da Speedo. Este ano, depois de 13 recordes mundiais quebrados por atletas que o vestiam, o LZR RACER tornou-se o grande assunto da natação, desenvolvido pela Speedo com ajuda da NASA, a agência espacial dos EUA.

Comecemos pelo tecido. Já não basta diminuir o atrito. O LZR PULSE repele a água e ainda reduz as oscilações musculares e a vibração da pele por meio de compressão, que também favorece o ajuste postural lombar do atleta. O fabricante promete 5% menos de atrito do que a versão anterior do Fastskin.

Entre os atletas que já estão usando o novo maiô, estão vários candidatos a medalhas em Pequim: Michael Phelps, Grant Hackett, Natalie Coughlin, Ryan Lochte, Amanda Beard, além dos velocistas Eamon Sullivan e Alain Bernard, que já quebraram cinco vezes este ano os recordes mundiais dos 50m e dos 100m nado livre. O Brasil também já garantiu que toda a seleção em Pequim terá acesso à nova tecnologia.

Agora, não se trata mais de discutir de é válido ou não usar essa tecnologia na natação, e sim fazer o possível para que ela esteja disponível para o maior número de atletas no mundo todo.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
28/03/2008 - 17:15

HISTÓRIA OLÍMPICA 9

Compartilhe: Twitter

A idéia de reviver os Jogos Olímpicos na Grécia, em 1896, atraiu outras 13 nações. As maiores delegações foram a grega, a alemã, a francesa e a britânica, de onde saiu o campeão mais improvável da história olímpica. John Boland era um estudante da Universidade de Oxford apaixonado por mitologia grega. O irlandês foi a Atenas como espectador, mas foi inscrito no tênis por um amigo, que trabalhava no comitê organizador. Acabou competindo e ficou com o título na modalidade.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
28/03/2008 - 03:09

MAIS TRÊS FORA

Compartilhe: Twitter

Só há vagas para quatro nas semifinais, mas a duas rodadas do encerramento da primeira fase é possível dar os parabéns para mais três times que ficaram distantes da classificação.

O Noroeste mais uma vez fez boa campanha no Paulistão, o Mirassol estreou como poucos na primeira divisão e a Portuguesa poderia estar brigando não fossem a ausência do atacante Diogo, melhor jogador do time em 2005, e o fato de a equipe ter ficado muito tempo longe do Canindé.

Já de posse dos resultados da 17ª rodada e de olho nos próximos duelos, fico com a impressão de que o empate em Rio Claro vai tirar a Ponte Preta da etapa decisiva. Palmeiras, Guaratinguetá, São Paulo e Corinthians formam o meu palpite. Abaixo estão todos os jogos dos times que brigam pelas vagas nas semifinais com os confrontos diretos em negrito:

Guaratinguetá, 34 pontos: Sertãozinho (casa), Ituano (fora).
Palmeiras, 34 pontos: São Caetano (casa), Barueri (fora).
São Paulo, 32 pontos: Bragantino (fora), Juventus (casa).
Ponte Preta, 31 pontos: Noroeste (casa), Santos (fora).
Corinthians, 30 pontos: Marília (casa), Noroeste (fora).
Barueri, 29 pontos: Portuguesa (fora), Palmeiras (casa).
Santos, 29 pontos: Rio Claro (fora), Ponte Preta (casa).

A última rodada mudou a sua opinião? Será que o Santos vai ficar entre os quatro melhores?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
27/03/2008 - 18:21

HISTÓRIA OLÍMPICA 8

Compartilhe: Twitter

Muito da tradição que vemos nas cerimônias de abertura dos Jogos Olímpicos não existia na primeira edição da era moderna, em Atenas, no ano de 1896. O hino dos Jogos foi composto pelos gregos Spyros Samaras e Kostis Palamas e tornou-se o tema oficial das Olimpíadas só em 1960. O Rei Jorge I, da Grécia, abriu oficialmente o evento, que foi fechado com desfile dos medalhistas depois de 10 dias de competições.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
27/03/2008 - 01:30

FÔLEGO

Compartilhe: Twitter

Para quem não sabe, o hóquei no gelo é muito popular na Alemanha. Por lá, aliás, qualquer esporte tem seu espaço e público interessado. Reproduzo aqui um trecho de e-mail enviado pelo meu amigo Arno Rochol, que mora por lá, com uma história sensacional, daquelas que arrepiam quem gosta de esporte:

“Vocês todos ainda devem estar lembrados daquela sensacional partida de hóquei sobre o gelo que vimos em Colônia, não é mesmo? Com aquele gol no tempo adicional e tudo mais. Pois sábado passado, 22 de março, os “Tubarões” de Colônia enfrentaram as “Águias” de Mannheim pela play-off das quartas-de-final do respectivo Campeonato Alemão. E o Colônia venceu num jogo ainda mais sensacional, que durou quase 7 horas e teve 6 prorrogações (ou tempos-extra). Foi o segundo jogo mais longo da história de hóquei sobre o gelo do mundo todo. O outro mais longo durou 8 minutos a mais e foi disputado em 1936, entre Detroit e Montreal.

17 mil torcedores tiveram que aguentar das 17h30, início do jogo, até perto da meia-noite para assistir o gol decisivo na vitória de 5 a 4! Diz o artigo do General-Anzeiger de Bonn, de hoje, no qual li a matéria, que os assistentes dos dois clubes sairam pelos postos de gasolina da redondeza do estádio para comprar o que havia de barras de cereais, de chocolate etc… para os jogadores aguentarem. E aguentaram. Só alguns torcedores é que tiraram umas sonequinhas de vez em quando.

Trinta e cinco horas depois, os dois clubes enfrentaram-se de novo em Mannheim, e aí as Águias levaram a vantagem, por 3 a 1. Agora o Colônia está com 3 vitórias e uma derrota na “melhor de quatro”. Amanhã, quarta-feira, os dois clubes vão sair à pista de gelo novamente…

Para quem quer saber com exatidão: o jogo durou seis horas e 40 minutos.”

Arno faz referência a um jogo que assisti quando estive por lá para um curso, em 2005. O time de Colônia venceu o time de Krefeld com muita emoção, mas nada comparado ao registrado neste dia 22/03. Por imposição da televisão e por adequação a outras exigências atuais, que tendem a limitar o tempo dos eventos esportivos a algo em torno de 1h30, episódios como este serão cada vez mais raros, como jogos de tênis com sets intermináveis ou partidas de basquete com várias prorrogações.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
26/03/2008 - 13:37

HISTÓRIA OLÍMPICA 7

Compartilhe: Twitter

A Maratona era a prova mais esperada pelos gregos nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 1896, os primeiros da era moderna. A corrida de 40 km foi inspirada na lenda de Feidípides, que teria corrido a distância ferido para anunciar vitória de Atenas na Batalha de Maratona no ano 490 AC. 17 atletas deram a largada no dia 10 de abril e 100 mil pessoas explodiram de alegria quando o primeiro colocado chegou ao estádio olímpico de mármore Panathinaikos. Com sapatos doados pelos moradores da vila onde morava, o pastor grego Spyridon Louis cruzou a linha de chegada mais de sete minutos à frente sobre o segundo colocado e tornou-se o grande herói dos Jogos.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
25/03/2008 - 18:39

OURO NO TALENTO OU NA SORTE

Compartilhe: Twitter

Assim como a disputa olímpica do futebol nunca foi prioridade para a Fifa, a seleção olímpica poucas vezes teve a atenção devida da CBF. Este ano, no entanto, a coisa está exagerada.

Nesta terça, até o treino teve que acabar mais cedo a pedido da empresa que comercializa os amistosos da seleção, provavelmente para poupar o gramado da nova casa brasileira, o Emirates Stadium, em Londres.

Nada contra jogar em Londres, muito menos neste novo e fantástico estádio. Trata-se de resultado da pressão dos grandes clubes europeus, que não querem ver suas estrelas viajando demais. O problema é ver Dunga desperdiçar a segunda ótima chance para observar os atletas de idade olímpica.

Pelo treino desta terça, o único antes do amistoso contra a Suécia, só Diego terá chance como titular dos jogadores sub-23. Contra a Irlanda, em fevereiro, o treinador já perdeu a oportunidade de testar os garotos. Não para imaginar com que informações a convocação para Pequim será feita. Também não dá para saber o que é pior: se a escalação é influenciada pelos interesses de quem compra os amistosos ou se é apenas opção do técnico Dunga.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo