Publicidade

Publicidade
28/12/2008 - 16:06

DO SEU BOLSO

Compartilhe: Twitter

Ao final da pesquisa sobre público e bilheterias, o especialista Ivan Rizzo ainda compilou outros dados que considerei interessantes e coloquei abaixo. Se os clubes faturaram mais este ano, esse dinheiro saiu do bolso, torcedor. Por isso, nada mais justo do que cobrar melhores condições nos estádios.

As bilheterias dos 40 principais clubes do Brasil movimentaram quase 231 milhões de reais em 2008, com público total de cerca de 15 milhões de pessoas. Em 2007, estiveram presentes no estádio 14 milhões de torcedores que movimentaram 163 milhões de reais em bilheteria. Ou seja, um aumento de renda de 40% contra aumento de público de apenas 5,9%. Na média global, o tíquete médio saltou de R$ 11,59 para R$ 15,47.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , ,

Ver todas as notas

3 comentários para “DO SEU BOLSO”

  1. Pedro Mota disse:

    no brasil não existe lugares anuais???ou seja não há possibilidade de antes do inicio do ano eu comprar o meu lugar ou cadeira para a temporada toda???…aqui em portugal e na europa,muitas vezes o estádio com 50000 lugares,têm apenas 40000 mas têm lotação esgotada,pois os lugares vazios tem dono e foram pagos…com este sistema o meu clube que é o porto,antes da epoca começar ganha 12-15M de euros,com a venda de lugares anuais,e não têm que se preocupar se o estádio enche ou não,pois os lugares já estão todos vendidos de antecedencia e o dinheiro já entrou nos cofres…por sinal em portugal o porto que têm entre 2,5-3M de adeptos tem uma média de 38Mil pessoas por jogo que foi a melhor a epoca passado,agoro imagino o dinheiro que um flamengo ou corinthians não podem fazer com bilheteira e merchandising…abraço

  2. Thiago disse:

    DO BLOG DO CITADINI:

    29/12/2008

    Pacaembu II

    O Pacaembu é muito pequeno para o Corinthians. O clube de maior torcida da maior cidade do Brasil não pode mandar os seus jogos em estádio com capacidade para apenas 35.000 pessoas. É ridículo.
    O Hertha Berlin joga em um estádio com capacidade para 76.000 pessoas. O Bayern joga em um estádio para 66.000 pessoas. O Borussia joga em um estádio para 69 mil pessoas. O Real joga em um estádio para 80.000 pessoas. O Barcelona joga em um estádio que comporta 98.797 pessoas. Na América Latina, o América do México tem o Estadio Azteca, para 115 mil pessoas.
    O Flamengo joga no Maracanã, para 92 mil pessoas. O São Paulo tem o Morumbi, para 75.000 pessoas. Os exemplos são inúmeros, pelo Brasil (Inter, Grêmio, Coritiba) e pelo mundo (Manchester United, Newcastle, Milan, Porto), de clubes com torcidas bem menores do que a Fiel, que mandam os seus jogos em estádios muito maiores do que o Pacaembu.
    A situação é absurda. Inadmissível.

    E a questão extrapola o Corinthians. A Administração Pública e os organizadores da Copa-2014 têm a obrigação de enfrentar o caso.
    Berlim tem um estádio com capacidade para 76.000 pessoas (população da cidade: 3.392.026 habitantes).
    Munique tem um estádio para 66.000 pessoas (população: 1,23 milhões de hab.).
    Dortmund tem um estádio para 69 mil pessoas (população: 590 mil habitantes, apenas).
    Madri tem um estádio para 80.000 pessoas (população: 3.162.304).
    O Camp Nou do Barcelona comporta 98.797 (população 1.605.602).
    Na América Latina, a Cidade do Mexico tem o Estadio Azteca, para 115 mil pessoas (população: 8.720.916, sendo 22 milhões em toda a área metropolitana).
    O Rio de Janeiro tem o Maracanã, para 92 mil pessoas (6.000.000 de hab.).
    Enquanto que São Paulo, com 10.886.518 habitantes, maior cidade do Brasil e de todo o Hemisfério Sul (a região metropolitana tem 19.949.261 habitantes, que fazem dela a 6ª metrópole mais populosa do mundo), conta com o que?

    A cidade de São Paulo conta com o ultrapassado e deficiente Morumbi, com a reduzida capacidade de 75.000 pessoas. É muito pouco. São Paulo mereceria um estádio para, pelo menos, 100.000 pessoas, que fosse o maior do país. A realização da copa do mundo no Brasil deve ser aproveitada para solucionar a carência apontada. Cabe à administração pública e aos organizadores da Copa-2014 se conscientizarem disso.

  3. Dominoqq disse:

    This article gives the light in which we can observe the reality. This is very nice one and gives indepth information. Thanks for this nice article.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo