Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro, 2009

30/01/2009 - 15:14

ADRIANO E O DESTINO

Compartilhe: Twitter

Você já deve ter lido em algum lugar que “o tempo é o senhor da razão”. Ou ainda: “nada como um dia depois do outro”. Acredite você ou não, essas coisas parecem valer para Adriano.

Um rápido exercício de memória nos leva a 2004-2005, temporada de ouro para o atacante que havia sido despachado pelo Flamengo para brilhar pelo Parma e também na Itália chegar à gigante Internazionale. Graças à ideia do técnico da seleção, Carlos Alberto Parreira, de poupar titulares na Copa América do Peru, terminou a competição como herói brasileiro depois do golaço na decisão contra a Argentina. De lá até a Copa das Confederações de 2005, a canhota virou canhão, com um chute mais forte que o outro jogo após jogo.

A Copa de 2006, que seria o auge, foi o começo da caminhada rumo ao fundo do poço, impulsionada por problemas pessoais como a morte precoce do pai. Há um ano, com a camisa do São Paulo, Adriano tentava mostrar ao mundo do futebol que ainda tinha jeito em gramados enlameados no Paulistão.

Os últimos doze meses tiveram muitos gols, alguns sopapos e outras noitadas. A recuperação é tão incotestável quanto a dúvida de quanto tempo ela vai durar. Agora, com a lesão de Luis Fabiano, Adriano pode ser titular do Brasil no amistoso contra a Itália no dia 10/02, em Londres. A briga é com Alexandre Pato. Pode ser uma baita chance…

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu, Seleção Tags: , , ,
29/01/2009 - 02:50

DOIS BRASILEIROS ENTRE OS FAVORITOS

Compartilhe: Twitter

A Libertadores começa nesta quinta para os clubes brasileiros com dois times do país entre os favoritos. O São Paulo, campeão brasileiro, reforçou bem a forte base de 2008 e aparece como o principal candidato a levantar a taça, mas o Palmeiras deu mostras de que a equipe tem potencial para estar logo entre as mais fortes do continente.

O Cruzeiro é incógnita, pois ainda não se sabe como o time vai reagir sem o ótimo Guilherme. É importante também que o técnico Adílson Batista acerte a defesa, setor frágil no ano passado e que teve muitas mudanças para a atual temporada.

Já o Grêmio parece ter encontrado o seu grande momento no Brasileirão. Não vejo o tricolor gaúcho com forças para chegar às finais por faltarem opções ao técnico Celso Roth e pelo fato de 2008 não ter acabado com um clima muito tranquilo no Olímpico.

O azarão brasileiro deve ser o Sport, que fez uma campanha mágica para chegar ao título da Copa do Brasil e, de lá para cá, perdeu muito de sua força. Apesar de ter a Ilha do Retiro como grande aliada, o time pernambucano depende demais do veterano Paulo Baier, que não deve ser suficiente para fazer o Leão chegar à reta final da Libertadores.

Autor: - Categoria(s): Libertadores Tags: , , , , ,
26/01/2009 - 20:32

MELHORES VOLANTES ESTÃO NO BRASIL

Compartilhe: Twitter

Os volantes são o ponto fraco da convocação da seleção brasileira para o amistoso contra a Itália. A posição que consagrou o técnico Dunga como capitão do tetra na seleção brasileira é a mais carente, principalmente numa lista que tem apenas atletas que atuam no exterior, mais precisamente o futebol europeu.

Os nomes de Gilberto Silva, Josué e Elano aparecem quase que automaticamente quando a equipe é anunciada para algum jogo. O meia Anderson fica como a melhor opção para o setor entre os que foram convocados. Quanto à novidade Felipe Melo, preciso respeitar o fato de não ter visto muitos jogos da Fiorentina na atual temporada, mesmo porque poucos são exibidos para o Brasil, mas nunca me pareceu um jogador com potencial para chegar à seleção.

Não resta dúvida, no entanto, que para jogos das Eliminatórias, Copa das Confederações e Copa do Mundo, os melhores nomes são Hernanes, Ramires e Ibson, que atuam no Brasil, e Lucas, do Liverpool, da Inglaterra.

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu, Seleção Tags: , ,
26/01/2009 - 01:23

ARBITRAGEM 2009

Compartilhe: Twitter

Os principais estaduais do país começaram com pelo menos dois erros graves. E não foram daqueles que só podem ser detectados por meio de imagens de ângulos extremamente favoráveis.

O árbitro Philippe Lombard deve ser punido em São Paulo por causa do pênalti que só ele viu do zagueiro Leandro Amaro, do Marília, no atacante Tuta, do São Caetano, pela primeira rodada do Paulistão. O defensor foi empurrado e não teria como fazer a falta.

A abertura do estadual do Rio também teve um absurdo. O árbitro Leoanrdo Garcia e o assistente Luiz Antonio Muniz de Oliveira conseguiram ver impedimento do atacante Victor Hugo, do Friburguense, que abriria o placar contra o Flamengo, no Maracanã. Victor Hugo estava mais de dois metros atrás do penúltimo adversário, o que lhe daria condição legal. Além disso, eram três flamenguistas entre o goleiro e o jogador em questão.

Enquanto não houver um projeto sério para profissionalizar a arbitragem, apenas posso torcer para que abnegados façam o possível para amenizar o sofrimento de quem gosta de futebol e fica decepcionado com este tipo de coisa.

Autor: - Categoria(s): Estaduais Tags: , ,
23/01/2009 - 19:04

COMO ADMINISTRAR UMA CARREIRA PROMISSORA?

Compartilhe: Twitter

Alguns jogadores talentosos do futebol brasileiro começam a me preocupar por causa da administração da carreira. Fico espantado ao ver que Thiago Neves pode ser vendido pelo Hamburgo ao Al-Hilal, da Arábia Saudita. Na transferência, exigiria um período de seis meses no Fluminense. O meia já agiu de forma estranha ao receber para assinar pré-contrato com o Palmeiras e depois mudar de ideia. Com a bola que ele tem, será que é tão difícil fazer sucesso pelo Hamburgo na Liga Alemã?

Pior ainda foi ver Fred liberado pelo Lyon, dono do futebol francês nas últimas temporadas. O clube francês simplesmente abriu mão do brasileiro. E ninguém na Europa quis contratar até agora? Um atacante que foi tão bem pelo Cruzeiro…

Ou esses jogadores ainda não contaram tudo o que aconteceu para que eles não deslanchassem na Europa ou estão precisando de agentes tão talentosos quanto eles para a devida orientação profissional.

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu Tags: , ,
23/01/2009 - 01:31

SEIS DÉCADAS

Compartilhe: Twitter

Convidado pela Band para fazer um comentário em uma reportagem, escolhi esta semana os melhores jogadores do mundo nas últimas seis décadas de futebol. Como tenho pouco mais de três de vida, tomei por base o que vi e também muito do que li e ouvi de gente que pode acompanhar outras épocas. Nada científico, apenas um simples exercício que gostaria de compartilhar, até para saber se me esqueci de alguém.

A ideia era votar em dois jogadores por década, mas fiz algumas menções honrosas. Nos anos 50, o húngaro Puskas e o argentino/espanhol Di Stéfano. Na década seguinte, deu Brasil, com Pelé e Garrincha, mas destaco também o português Eusébio e o norte-irlandês Best.

Para os anos 70, escolhi o holandês Cruyff e o alemão Beckenbauer. O argentino Maradona foi o dono dos anos 80, com o francês Platini em segundo e a menção ao dinamarquês Michael Laudrup. Já nos anos 90, Romário foi o meu primeiro voto e Zidane ficou com o segundo, apesar de ter jogado muito na década seguinte, por causa da Copa de 98. Vale também a homenagem ao holandês Van Basten.

E a década atual está quase acabando com o português Cristiano Ronaldo, o argentino Messi e o brasileiro Kaká entre os melhores, mas os grandes destaques foram Ronaldo, pela recuperação e o Mundial de 2002, e Ronaldinho, pelos inesquecíveis anos de 2004 e 2005 pelo Barcelona.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
21/01/2009 - 01:29

UM GRANDE PAULISTÃO

Compartilhe: Twitter

Não há como negar: os grandes começam como favoritos a disputa do Campeonato Paulista. Com a força que tem, o principal estadual do país sempre abre espaço para uma surpresa, mas em 2009 eu duvido que isso vá acontecer. É natural que alguns times estejam em um estágio mais avançado de preparação do que aqueles que disputaram as séries A e B do Campeonato Brasileiro, mas a diferença técnica é muito grande.

Considero muito grande o equilíbrio entre os principais candidatos ao título, mas as melhores chances são do Corinthians por causa de um conjunto interessante de fatores: a equipe começou a pré-temporada antes dos rivais e vai poder arrancar nas primeiras rodadas, a base mantida da conquista da Série B é boa e equilibrada, os reforços foram bem escolhidos, a torcida está empolgada, as primeiras fases da Copa do Brasil não devem ser suficientes para tirar o foco do estadual, e a crise financeira mundial deve poupar o clube de perder destaques da última temporada como Dentinho, Douglas, Elias e André Santos.

A timidez de mercados europeus e asiáticos, aliás, também ajudou muito o tricampeão brasileiro, mas o São Paulo vai dividir atenções com a Copa Libertadores e não inicia o torneio com os jogadores em plena forma, apesar de ter acertado nas contratações. Outros dirigentes que merecem menção são os santistas, que acertaram o time depois de campanhas ruins em 2008. No entanto, pode faltar entrosamento.

Já o atual campeão paulista vai depender de definições políticas. As eleições presidenciais da próxima segunda-feira no Palmeiras podem manter o trabalho que está sendo feito ou mudar o andamento das coisas. Assim como o São Paulo, o time pode problemas para dividir forças entre Paulistão e Libertadores. E assim como o Santos, o entrosamento pode levar um tempo a chegar. A aposta em jovens destaques do Brasileirão-2008 foi muito boa, mas a adaptação deve demorar alguns meses.

Nos quatro grandes, o Campeonato Paulista vai ter em campo os três artilheiros do último nacional, Kléber Pereira, Keirrison e Washington, e o maior goleador da história das Copas, Ronaldo. Outras atrações serão os veteranos Amoroso, do Guarani, Marcelinho, do Santo André, e Giovanni, do Mogi Mirim.

Dá para esperar boas campanhas de Barueri e Santo André, que preparam seus times para a primeira divisão do Brasileirão, de Portuguesa, Guarani, Ponte Preta, Bragantino e São Caetano, representantes paulistas na Série B. Dirigentes do Guaratinguetá, do Noroeste e do Oeste também prometem colocar os times entre os melhores da competição.

Autor: - Categoria(s): Estaduais Tags:
16/01/2009 - 21:45

"ME ESPELHO NO RONALDO", DIZ KEIRRISON

Compartilhe: Twitter

Seleção brasileira e títulos pelo Palmeiras. É pensando nisso que o jovem Keirrison começa o ano de 2009. Um dos maiores destaques do Brasileirão do ano passado, o atacante comemorou a conclusão das negociações entre o clube paulista e o Coritiba. “Graças a Deus tudo deu certo e o importante é que todos ficaram bem na negociação.”

Foram 41 gols em 2008, mesmo com uma lesão que o atrapalhou no começo do Brasileirão, do qual ele artilheiro com 21 gols. O novo reforço do Palmeiras deve ser apresentado na próxima segunda-feira, quando o clube também apresenta a Samsung como nova patrocinadora. “Espero estar com a 9.”

Conversei com Keirrison pela Rádio Bandeirantes durante o programa Esporte em Debate, com meus companheiros Cláudio Zaidan, Ulisses Costa e Antonio Pétrin. Confesso ter ficado com ótima impressão.

O atacante admite ainda não saber qual a duração do contrato com o Palmeiras. “Ainda nao tive tempo de conversar com meu empresário porque hoje assinei a rescisão”. E garante estar em plena forma. “Fiz todos os testes de começo de ano no Coritiba e atingi marcas boas. Estou bem fisicamente.”

Keirrison fez questão de agradecer ao novo treinador. “Fico feliz pelo elogios do Luxemburgo. Tenho certeza que vou aprender muito e espero crescer junto com ele e com a equipe”. Também falou do atacante Kléber, do Dinamo de Kiev. “Quero agradecer ao Kléber pelos elogios e por dizer que queria jogar comigo. Se ele permanecer, vou ficar muito feliz.”

E o novo atacante do Palmeiras admite que terá um de seus maiores ídolos como adversário no Paulistão. “Me espelho bastante no Ronaldo dentro de campo. Gosto do Romário também pela característica de finalizações. Procuro assistir DVDs com gols dele para aprender”.

Veja as gravações da entrevista com Keirrison abaixo:

Entrevista com Keirrison – parte 1

Entrevista com Keirrison – parte 2

Entrevista com Keirrison – parte 3

Entrevista com Keirrison – parte 4

Entrevista com Keirrison – parte 5

Autor: - Categoria(s): Brasileirão, Estaduais Tags: , ,
14/01/2009 - 19:36

ESQUECIDOS E PROMISSORES

Compartilhe: Twitter

Passei os últimos dias tentando me lembrar em que momento exatamente os melhores jogadores do mundo estavam ou não bem. Será que já era 2008? Ou foi no finalzinho de 2007?

Dos cinco finalistas na premiação da Fifa, os espanhóis Xavi e Fernando Torres foram campeões da Eurocopa, o argentino Messi ganhou o ouro olímpico, o português Cristiano Ronaldo faturou inglês, europeu e mundial com o Manchester United e só Kaká não ganhou nada pelo Milan, mas justificou pela bola que tem a vaga entre os melhores.

Mesmo reconhecendo que os cinco jogaram muito bem no ano que passou, me lembrei de pelo menos três injustiçados, que poderiam ter aparecido entre os principais atletas de 2008: o atacante sueco Ibrahimovic, da Internazionale, o meia inglês Gerrard, do Liverpool, e o goleiro espanhol Casillas, do Real Madrid.

Além deles, pensei também nos garotos que podem frequentar a festa da Fifa nos próximos anos. Além de Alexandre Pato, lembrado também por Kaká, atacante que está cada vez melhor na Itália, vejo o espanhol Fabregas, do Arsenal, com grande potencial para ser um dos grandes jogadores do futebol mundial.

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu Tags: , , ,
11/01/2009 - 19:31

NOME DE CRAQUE

Compartilhe: Twitter

Até 1992, Ronaldo era nome do bom goleiro do Corinthians ou do zagueiro são-paulino, que ganharia o sufixo “ão” por causa do tamanho e do vigor, e que seria campeão mundial pela seleção brasileira nos EUA.

Com apenas sete anos de idade, Cristiano Ronaldo Santos Aveiro (foto site Mutd) batia bola na Ilha da Madeira, distante de grandes centros do futebol mundial. Nos onze anos que se seguiram, outro Ronaldo, o fenômeno, ganharia o mundo com três títulos de melhor do mundo da Fifa, em 96, 97 e 2002.

Nesse período, Cristiano mudou-se para Lisboa e foi jogar pelo Sporting. Com a camisola verde e branca, chamou a atenção de grandes clubes europeus aos 18 de idade por causa da velocidade e da habilidade.

Depois de um período de pré-temporada no verão de 2003, em Portugal, o técnico do Manchester United, Sir Alex Ferguson, foi convencido a fazer a contratação até mesmo pelos seus jogadores, impressionados depois de um amistoso entre as duas equipes. O investimento de 12 milhões de libras (mais de 40 milhões de reais em valores de hoje) foi um recorde na época por um jovem com menos de 20 anos.

Enquanto domava a vaidade, melhorava a finalização e desenvolvia uma visão de jogo impressionante, Cristiano viu outro Ronaldo dominar o mundo. Outro brasileiro: Ronaldinho Gaúcho, premiado pela Fifa como o melhor do planeta em 2004 e 2005.

O português ainda teve que superar a irritação inglesa com a encenação na jogada que provocou a expulsão de Rooney, companheiro de ataque no Manchester United, em duelo entre as seleções da Inglaterra e de Portugal na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

Muitos gols e atuações decisivas devem fazer de Cristiano Ronaldo o segundo português premiado pela Fifa, depois de Luis Figo, em 2001. E o terceiro Ronaldo…

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu, Sem categoria Tags: , ,
Voltar ao topo