Publicidade

Publicidade

19/11/2009 - 17:31

HISTÓRIAS DAS COPAS 161

Compartilhe: Twitter

Diante da torcida, a Alemanha Ocidental teve um início ruim na Copa do Mundo de 74, apesar de vitórias sobre o Chile por 1×0 e a Austrália por 3×0. Já classificada para a 2ª fase no grupo 1, a equipe perdeu para a Alemanha Oriental por 1×0, em Hamburgo, no que teria sido uma derrota proposital para que os alemães ocidentais evitassem o confronto contra a Holanda, que era a grande sensação da primeira fase, antes da decisão.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , ,
16/11/2009 - 19:21

HISTÓRIAS DAS COPAS 158

Compartilhe: Twitter

Com o país dividido pela Guerra Fria entre o lado capitalista que apoiava os EUA e os comunistas que estavam ao lado da União Soviética, a Alemanha recebem a Copa do Mundo apenas na parte Ocidental. Nove cidades foram escolhidas para receber os jogos: Berlim Ocidental, Hamburgo, Frankfurt, Dortmund, Gelsenkirchen, Dusseldorf, Hannover, Sttutgart e Munique, que foi palco da decisão. Aliás, foi a primeira vez na história que a final não disputada na capital do país, que era a pequena Bonn, na Alemanha Ocidental.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
21/10/2009 - 12:43

HISTÓRIAS DAS COPAS 132

Compartilhe: Twitter

A vitória da Inglaterra sobre a Argentina por 1×0 nas quartas de final da Copa de 66 foi tumultuada. Expulso ainda no 1º tempo, o capitão argentino Rattin ficou inconformado e levou oito minutos para deixar o gramado. Ao sair, sentou-se no tapete vermelho da tribuna real e desrespeitou a bandeira inglesa. Também foram para as semifinais a Alemanha, que goleou o Uruguai por 4×0, a União Soviética, que derrotou a Hungria por 2×1, e Portugal, que superou a surpreendente Coreia do Norte por 5×3.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
11/10/2009 - 21:13

UM POUCO DE CADA COISA

Compartilhe: Twitter

Altitude, falta de entrosamento, nervosismo, desatenção em lances isolados de bola parada e até mesmo o mérito dos bolivianos.

Junto uma porção de cada um dos ingredientes acima e você vai entender a derrota do Brasil para a Bolívia por 2×1 pela penúltima rodada das eliminatórias.

Deve ser difícil mostrar serviço quase quatro mil metros acima do nível do mar, mas era de se esperar mais de jogadores que precisavam mostrar serviço como Miranda, André Santos e principalmente os meias Diego Souza e Alex.

Entre os atacantes, Nilmar foi destaque, Adriano foi atrapalhado por contusão e Diego Tardelli não decepcionou.

O aproveitamento de Daniel Alves no meio foi apenas regular, mas a avaliação não compromete a participação do jogador no grupo, já que ele é o reserva para a lateral-direita e pode atuar também pelo lado esquerdo.

MAIS DA METADE – Já temos mais da metade da Copa definida com 19 seleções classificadas. Além da África do Sul, dona da casa, o continente africano já tem Gana e Costa do Marfim no Mundial. Da América do Sul, avançaram Brasil, Paraguai e Chile.

Os asiáticos garantidos são Japão, Austrália, Coreia do Sul e Coreia do Norte. Da região da Concacaf, conquistaram vagas os EUA e o México. E da Europa, já avançaram Itália, Alemanha, Sérvia, Dinamarca, Inglaterra, Espanha e Holanda.

Restam 13 vagas: três da África, uma da Concacaf, uma da América do Sul, seis da Europa (duas diretas e quatro na repescagem), uma da repescagem Ásia / Oceania e uma da repescagem América do Sul / Concacaf.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
17/09/2009 - 18:10

HISTÓRIAS DAS COPAS 98

Compartilhe: Twitter

A disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo de 58, na Suécia, foi um jogo de artilheiros. Na vitória da França sobre a Alemanha por 6×3, o alemão Helmut Rahn marcou um de seus seis gols no Mundial. O nome do jogo foi o francês Just Fontaine, que balançou as redes quatro vezes para chegar à incrível marca de 13 gols em uma só edição do torneio. Os outros goleadores da Copa foram os brasileiros Pelé, com seis gols, e Vavá com cinco, mesma marca do inglês Peter McParland.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , ,
27/07/2009 - 18:05

HISTÓRIAS DAS COPAS 46

Compartilhe: Twitter

Como ainda estavam vivendo a reconstrução de suas principais cidade e da estrutura básica para a população, alguns países como a Alemanha não enviaram seleções para a Copa do Mundo de 50, no Brasil. Problemas políticos impediram a participação de importantes equipes do leste europeu como União Soviética, Tchecoslováquia e Hungria. Bicampeã mundial, a Itália enviou time para o torneio apesar do desastre de Superga, acidente aéreo que matou em 49 todo o time do Torino, o melhor da Itália na época.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
12/07/2009 - 21:28

TEMOS ZAGUEIROS

Compartilhe: Twitter

A Copa de 2006 já está distante, mas não dá para esquecer dos poucos que se salvaram do fracasso na Alemanha. Os zagueiros Lúcio e Juan conseguiram terminar o mundial com imagem ótima.

De lá para cá, Alex aproveitou bem as chances que teve no Chelsea. Thiago Silva se confirmou como grande nome para a posição e só deve precisar de uma sequência de jogos no Milan para garantir vaga na seleção.

E enquanto Juan, instável fisicamente, segue muito bem do ponto de vista técnico, Lúcio se mostra em plena forma e obriga o Bayern de Munique a rever a decisão de dispensá-lo.

Mas os bons zagueiros brasileiros não estão só em clubes europeus. Miranda está voando no São Paulo. Contra o Flamengo, correu para corrigir erros dos companheiros Renato Silva e Jean Rolt e ainda arrumou tempo para armar as jogadas dos dois gols do tricolor.

E o que dizer do Corinthians sem William e principalmente Chicão? Desfalcado da zaga titular, o campeão da Copa do Brasil não foi páreo para o Grêmio. Ronaldo é o diferencial, Felipe, Elias e Cristian estão em grande fase, mas o que seria da equipe sem a consistência da defesa?

Autor: - Categoria(s): Brasileirão Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
12/07/2009 - 13:57

HISTÓRIAS DAS COPAS 31

Compartilhe: Twitter

Com a Suécia classificada diretamente para as quartas de final da Copa de 38 por causa da ausência da Áustria, a 1ª fase do Mundial teve sete confrontos. Dois deles tiveram desempates quatro dias depois com vitórias de Cuba sobre a Romênia e da Suíça sobre a Alemanha. O Brasil fez um jogo memorável contra a Polônia e se classificou. Pela primeira com o uniforme todo azul, a seleção venceu por 6×5 depois da prorrogação, com empate por 4×4 no tempo normal, com três gols de Leônidas.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , ,
11/07/2009 - 17:54

HISTÓRIAS DAS COPAS 30

Compartilhe: Twitter

A sombra da Segunda Guerra Mundial atingiu em cheio a Copa do Mundo de 38, na França. Em meio à Guerra Civil, a Espanha ficou fora das eliminatórias. Os europeus foram maioria e Cuba e das Índias Holandesas, atual Indonésia, apareceram como grandes novidades. Argentina e Uruguai preferiram não ir ao Mundial e o Brasil foi o único representante sul-americano. Anexada pela Alemanha nazista, a Áustria protagonizou o primeiro WO da história das copas. A Inglaterra chegou a ser convidada para a vaga, mas não aceitou.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , ,
08/07/2009 - 16:49

HISTÓRIAS DAS COPAS 27

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 34, na Itália, teve a primeira disputa de terceiro lugar da história, com vitória da Alemanha sobre a Áustria por 3×2. Depois de passar pelos fortes austríacos, a Itália, dona da casa, encarou na final outro representante da escola do Danúbio, de passes curtos, a Tchecoslováquia, que tinha como destaques o goleiro Planicka e o artilheiro Nejedly, que foi o goleador do mundial com cinco gols. A decisão, em Roma, foi muito disputada: 1×1 no tempo normal e um gol de Schiavio na prorrogação deu o título à seleção italiana.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , ,
Voltar ao topo