Publicidade

Publicidade

19/09/2009 - 21:42

HISTÓRIAS DAS COPAS 101

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 62, no Chile, não teve seleções asiáticas ou africanas, já que Marrocos e Coréia do Sul tiveram que jogar repescagem e perderam para os europeus Espanha e Iugoslávia. O México foi o único time da Concacaf a se classificar para o Mundial, depois de disputar a fase final contra Costa Rica e Antilhas Holandesas. Argentina, Uruguai e Colômbia entraram na competição como representantes da América do Sul. Da Europa, foram para a Copa avançaram times tradicionais como Itália, Alemanha Ocidental, Hungria e a campeã europeia União Soviética, além da Inglaterra, da Suíça, da Tchecoslováquia e da Bulgária.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
03/09/2009 - 13:17

HISTÓRIAS DAS COPAS 84

Compartilhe: Twitter

O projeto para a Copa do Mundo de 58, na Suécia, começou um ano antes, depois da perda do Sul-Americano para a Argentina. João Havelange, que havia assumido a Confederação Brasileira de Desportos, contou com plano de trabalho elaborado pelo empresário e dirigente esportivo Paulo Machado de Carvalho. Além da montagem de uma comissão técnica com supervisor, psicólogo e equipe médica, o comando da CBD foi criterioso para escolher o técnico Vicente Feola, que superou pelo estilo conciliador nomes como Flávio Costa, Zezé Moreira e até o paraguaio Fleitas Solich.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
01/09/2009 - 16:44

HISTÓRIAS DAS COPAS 82

Compartilhe: Twitter

Além da classificação do Brasil, as eliminatórias da América do Sul para a Copa de 58, na Suécia, tiveram a surpreendente derrota do Uruguai por 5×0 para o Paraguai, que ficou com uma vaga. O outro time do continente no Mundial foi a Argentina, que se classificou com o time campeão da Copa América de 57, mas perdeu jogadores importantes como Maschio, Angelilo e Sivori, que foram negociados com clubes italianos e não puderam disputar o torneio.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , ,
13/08/2009 - 18:39

HISTÓRIAS DAS COPAS 63

Compartilhe: Twitter

A Suíça foi escolhida como sede da quinta edição dos mundiais de futebol da FIFA ainda em 1946. No total, 45 seleções fizeram inscrições nas eliminatórias para a Copa de 54, mas 10 delas sequer entraram em campo. Depois de um desempenho decepcionante nos Jogos Olímpicos de 52, a União Soviética resolveu não participar. Alemanha Ocidental e Japão voltaram a ser membros da Fifa e conseguiram vagas na Europa e na Ásia. Na América do Sul, a Argentina recusou convite novamente e os campeões uruguaios estavam classificados automaticamente.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , ,
12/08/2009 - 16:07

QUASE NADA

Compartilhe: Twitter

Como se esperava, o amistoso Estônia 0x1 Brasil foi fraco e valeu pouco mais do que um cochilo no meio da tarde de quarta-feira. Isso tudo a menos de um mês de um jogo importante contra a Argentina e a menos de um ano para a Copa do Mundo. A data deveria ter aproveitamento melhor.

Ver Luis Fabiano jogando bem e marcando gol não foi novidade no ataque. Pelo menos Diego Tardelli teve um tempo razoável para estrear com apresentação interessante.

No meio-campo, Elano não foi titular mesmo com a lesão de Ramires e vai ter que jogar muito pelo Galatasaray, seu novo clube, para manter a vaga no grupo. Kléberson esteve mal e se machucou no primeiro tempo, dando chance a Elano. E Júlio Baptista foi a opção de Dunga quando Kaká deixou o gramado. A seleção precisa ter no banco de um meia mais talentoso, com mais capacidade de criação.

E na lateral-esquerda, a posição mais carente, André Santos teve atuação apenas discreta. Quando Roberto Carlos estiver bem fisicamente, André deve ser meia no Fenerbahce, da Turquia. Será mesmo a melhor opção para o Brasil no setor?

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
25/07/2009 - 18:13

HISTÓRIAS DAS COPAS 44

Compartilhe: Twitter

O aumento significativo no interesse dos sul-americanos pelo futebol e a situação da Europa depois da Segunda Guerra foram fundamentais para que o Brasil fosse escolhido como sede da Copa de 50. Argentina e França desistiram do mundial em protesto contra o novo sistema de disputa com grupos na primeira fase e na etapa final e contra as distâncias entre sedes, que passavam de 3000 km em alguns casos.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , ,
11/07/2009 - 17:54

HISTÓRIAS DAS COPAS 30

Compartilhe: Twitter

A sombra da Segunda Guerra Mundial atingiu em cheio a Copa do Mundo de 38, na França. Em meio à Guerra Civil, a Espanha ficou fora das eliminatórias. Os europeus foram maioria e Cuba e das Índias Holandesas, atual Indonésia, apareceram como grandes novidades. Argentina e Uruguai preferiram não ir ao Mundial e o Brasil foi o único representante sul-americano. Anexada pela Alemanha nazista, a Áustria protagonizou o primeiro WO da história das copas. A Inglaterra chegou a ser convidada para a vaga, mas não aceitou.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , ,
06/07/2009 - 17:51

HISTÓRIAS DAS COPAS 25

Compartilhe: Twitter

Não foi só o Brasil que perdeu força para a seleção dona da casa na Copa de 1934. Além do brasileiro Filó, a seleção da Itália contou com quatro argentinos de origem italiana: Luisito Monti e Atílio Demaria (vice-campeões na Copa de 30), Raimondo Orsi (medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 28) e Enrico Guaita. Sem a mesma equipe de quatro anos antes, a Argentina perdeu logo na primeira fase para a Suécia por 3×2.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , ,
28/06/2009 - 17:38

COMPETITIVO COMO NUNCA

Compartilhe: Twitter

Ponto para o comando da CBF. Quando o Brasil perdeu para a França nas quartas de final da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, todos sentiram que faltaram vibração e disciplina para empurrar aquele timaço ao título.

A percepção foi decisiva para a escolha de Dunga, mesmo sem experiência, para a fuñção de treinador em substituição a Carlos Alberto Parreira. De lá para cá, a seleção pode não ter sido brilhante, mas foi competitiva como nunca.

Depois de levar a equipe à conquista da Copa América com vitória sobre a Argentina na final, o técnico agora comemora a Copa das Confederações com uma virada espetacular contra os EUA por 3×2.

Apesar dos dois gols norte-americanos no 1o tempo, cheios de méritos dos atacantes, o Brasil teve postura ofensiva e criou algumas chances, apesar do desempenho abaixo do esperado de Kaká e Robinho, jogadores decisivos para a seleção.

Sem opções no banco para criação de jogadas como Ronaldinho Gaúcho, ainda sob desconfiança no Milan, ou Alex, esquecido na Rússia depois de sair do Inter, Dunga recorreu a Daniel Alves e Elano.

Mais do que as mudanças, fizeram diferença o talento e a manutenção da postura ofensiva, além do maior acerto do treinador à frente da equipe: Luis Fabiano.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
28/06/2009 - 11:50

HISTÓRIAS DAS COPAS 17

Compartilhe: Twitter

A recusa do Uruguai, campeão do mundo, por causa da fraca participação européia em 30 e as desistências de Bolívia e Paraguai abriram caminho para que Brasil e Argentina fossem os únicos participantes sul-americanos da Copa de 34, na Itália. Além de europeus e americanos, o Mundial teve também a participação africana pela primeira vez com a seleção do Egito, comandada pelo escocês James McRea.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo