Publicidade

Publicidade

21/08/2009 - 15:17

HISTÓRIAS DAS COPAS 71

Compartilhe: Twitter

O Brasil iniciou a campanha na Copa do Mundo de 54, na Suíça, na cidade de Genebra. Diante de 13 mil pessoas no estádio de Charmilles, a seleção passou fácil pelo México ao vencer por 5×0, com gols de Baltazar, Julinho, Didi e dois de Pinga. No grupo 1, a equipe brasileira ainda enfrentaria a Iugoslávia, mas não teria confronto contra a França, graças ao sistema de disputa com cabeças-de-chave.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , , , , , , ,
18/08/2009 - 15:56

HISTÓRIAS DAS COPAS 68

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 54, disputada na Suíça, foi a primeira com numeração fixa para os jogadores, de 1 a 22. O técnico Zezé Moreira convocou quatro jogadores do Fluminense (Castilho, Pinheiro, Didi, Veludo), quatro do São Paulo (Bauer, Alfredo Ramos, Mauro Ramos, Maurinho), três atletas da Portuguesa (Djalma Santos, Brandãozinho, Julinho), três do Vasco (Pinga, Paulinho de Almeida, Ely) e três do Flamengo (Dequinha, Índio, Rubens). E ainda dois corintianos (Baltazar, Cabeção), dois palmeirenses (Rodrigues, Humberto Tozzi), além do botafoguense Nilton Santos.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
08/08/2009 - 16:45

HISTÓRIAS DAS COPAS 58

Compartilhe: Twitter

A Copa de 50 foi a primeira em que a seleção teve convocados de fora do eixo Rio-SP. O atacante Adãozinho e o zagueiro Nena, do Internacional, integraram a lista 22 atletas. O Vasco foi a base da equipe com 8 jogadores: Ademir, Alfredo II, Augusto, Barbosa, Chico, Danilo Alvim, Ely e Maneca. O grupo tinha ainda Baltazar (Corinthians), Bauer, Friaça, Noronha e Rui (São Paulo), Bigode (Flamengo), Castilho (Fluminense), Jair Rosa Pinto, Rodrigues e Juvenal (Palmeiras), Nilton Santos (Botafogo) e Zizinho (Bangu).

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
02/08/2009 - 12:19

HISTÓRIAS DAS COPAS 52

Compartilhe: Twitter

Depois de vencer o México por 4×0 na primeira rodada, o Brasil teve quatro mudanças no time titular promovidas pelo técnico Flávio Costa para o jogo contra a Suíça. O treinador escalou todo o meio-campo do São Paulo e viu o time empatar com a Suíça por 2×2, ao sofrer um gol a dois minutos do final. Alfredo dos Santos e Baltazar fizeram os gols brasileiros. A equipe foi vaiada em alguns momentos pelos 42 mil torcedores que encheram o estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
31/07/2009 - 13:11

HISTÓRIAS DAS COPAS 50

Compartilhe: Twitter

Graças ao gigantesco Maracanã e à popularidade que o futebol já tinha alcançado no Brasil nos anos 40, a Copa do Mundo de 50 foi um sucesso de público. Mais de um milhão de pessoas compareceram aos 22 jogos, média superior a 47 mil torcedores. A primeira partida do mundial ocorreu no dia 24 de junho. De acordo com o registro oficial da Fifa, 82 mil vozes apoiaram o Brasil na vitória sobre o México por 4×0, dois gols de Ademir, um de Jair e um de Baltazar.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , ,
06/03/2009 - 20:38

KEIRRISON x RONALDO

Compartilhe: Twitter

K9 e R9.

Assim são chamadas as duas maiores esperanças de gols de palmeirenses e corintianos. Duas gerações diferentes, cada um com o seu estilo. As comparações são inevitáveis.

O ‘nove’ virou sinônimo de artilheiro por causa do esquema W-M, que invadiu o mundo a
partir da Inglaterra. Usar o número às costas significa mais do que ser um atacante, significa ser o responsável pela função.

Quando tinha apenas 9 anos de idade e ainda encarava o futebol como mera brincadeira, Keirrison via Ronaldo pela TV, brilhando com as camisas do Barcelona e da seleção brasileira, à época duas vezes o melhor do mundo.

Hoje, jovem sul-matogrossense enche os olhos pela qualidade do futebol e interessa a clubes grandes da Europa, enquanto o veterano carioca, agora três vezes o melhor do mundo, acumula também três cirurgias por causas de lesões graves e tenta mais uma volta por cima.

Com os dois em ação, é quase impossível que as redes não balancem em Presidente Prudente.

Com a ajuda do produtor Wellington Alves, da Rádio Bandeirantes, nove jogadores que brilharam na arte de marcar gols falam sobre qual dos dois está mais próximo da Copa de 2010 e quais as características que fazem de Ronaldo e Keirrison jogadores especiais.

Dadá Maravilha
Baltazar
Careca
César Maluco
Claudio Adão
Evair
Luisão
Roberto Dinamite
Serginho Chulapa

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Seleção Tags: , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo