Publicidade

Publicidade

12/07/2009 - 21:28

TEMOS ZAGUEIROS

Compartilhe: Twitter

A Copa de 2006 já está distante, mas não dá para esquecer dos poucos que se salvaram do fracasso na Alemanha. Os zagueiros Lúcio e Juan conseguiram terminar o mundial com imagem ótima.

De lá para cá, Alex aproveitou bem as chances que teve no Chelsea. Thiago Silva se confirmou como grande nome para a posição e só deve precisar de uma sequência de jogos no Milan para garantir vaga na seleção.

E enquanto Juan, instável fisicamente, segue muito bem do ponto de vista técnico, Lúcio se mostra em plena forma e obriga o Bayern de Munique a rever a decisão de dispensá-lo.

Mas os bons zagueiros brasileiros não estão só em clubes europeus. Miranda está voando no São Paulo. Contra o Flamengo, correu para corrigir erros dos companheiros Renato Silva e Jean Rolt e ainda arrumou tempo para armar as jogadas dos dois gols do tricolor.

E o que dizer do Corinthians sem William e principalmente Chicão? Desfalcado da zaga titular, o campeão da Copa do Brasil não foi páreo para o Grêmio. Ronaldo é o diferencial, Felipe, Elias e Cristian estão em grande fase, mas o que seria da equipe sem a consistência da defesa?

Autor: - Categoria(s): Brasileirão Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
01/05/2009 - 16:48

O MELHOR DO MUNDO EM ABRIL

Compartilhe: Twitter

Foi muito mais difícil pensar no melhor jogador do planeta em abril do que nos meses anteriores. Em meio a disputas importantes, nenhum craque despontou com o potencial para ser chamado de número 1 de forma indiscutível. Portanto, já estou preparado para os impropérios que possam aparecer nos comentários.

Proponho um grande empate entre sete atletas que tiveram ótimos momentos no quarto mês de 2009. O espanhol Iniesta é a alma do timaço do Barcelona, ainda líder no Espanhol e semifinalista na Liga dos Campeões. O goleiro checo Cech voltou à melhor forma e sustentou a boa fase do Chelsea. O atacante espanhol Raul, de quem não sou fã, liderou o Real Madrid em grande arrancada no Campeonato Espanhol e merece menção.

Novamente focado, Cristiano Ronaldo voltou a decidir com a camisa do Manchester United, mas não brilhou como antes. O russo Arshavin parece ter encontrado o seu lugar no Arsenal, embora não possa ter o seu futebol testado na principal competição européia por já ter atuado pelo Zenit.

Da Alemanha, Grafite não parou de fazer gols, um deles de placa contra o Bayern de Munique, e colocou o Wolfsburg na liderança da Bundesliga. E aqui no Brasil, Ronaldo encantou com boas atuações contra alguns dos principais rivais do Corinthians na reta final do Paulistão.

Faltou alguém? O mês de maio deve tornar o trabalho mais fácil com as fases decisivas da Liga dos Campeões, da Libertadores e de muitos campeonatos nacionais da Europa.

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Futebol europeu Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
08/04/2009 - 23:03

AGORA FICA MAIS FÁCIL…

Compartilhe: Twitter

Não consegui palpitar antes da rodada de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Sei que agora é moleza. Pelo menos para os confrontos que foram disputados nesta quarta. Depois de fazer 4×0 em casa e com autoridade, o Barcelona não perde a vaga para o Bayern de Munique, na Alemanha. É o meu favorito ao título.

O melhor do mundo no mês março, Gerrard, não foi suficiente para o Liverpool, que está praticamente fora depois de cair em casa por 3×1 contra o Chelsea. Outro inglês que deve chegar às semifinais é o Arsenal, que conseguiu bom empate na Espanha contra o Villareal por 1×1.

E, por fim, o meu palpite mais arriscado é achar que o Porto vai eliminar o Manchester United. Além do empate por 2×2 na Inglaterra e de encarar os atuais campeões europeus no pior momento dos últimos dois anos, os portugueses (e muitos argentinos) são ossos duros de roer.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , , ,
26/02/2009 - 00:46

QUARTA-FEIRA

Compartilhe: Twitter

O dia foi uma maravilha para quem gosta de futebol. Vou falar do que vi, começando pela Liga dos Campeões. Bom jogo entre Chelsea e Juventus, na vitória do time inglês por 1×0. Não acho que o time inglês tenha resolvido jogar depois da saída de Felipão. Os últimos resultados poderiam ter sido obtidos com o treinador brasileiro no comando.

Grande desempenho do Liverpool na vitória sobre o Real Madrid, na Espanha, por 1×0. E excelente o resultado do Bayern de Munique em Portugal: goleada por 5×0 sobre o Sporting, vaga nas quartas garantida e um pouco de sossego para o técnico Jürgen Klinsmann.

No Paulistão, valeu a pena ver os 90 e poucos minutos de São Caetano 3×4 Palmeiras. A bola não parou. Emoção o tempo todo. Foram alguns erros e muitos acertos dos dois lados. Até pela superioridade técnica, o Palmeiras mereceu a vitória e poderia ter feito uns oito se não fosse a boa atuação do goleiro Luiz. Depois de levar 2×0 em menos dez minutos, os palmeirenses mostraram força para reagir. Apesar da derrota, o time do ABC mostrou ser bem montado pelo técnico Vadão e tem tudo para terminar a primeira fase na parte de cima da tabela, entre os 10 melhores.

A quarta-feira foi uma pena para os brasileiros na Libertadores. O Cruzeiro tentou cozinhar o jogo com a vantagem de 1×0 e a expulsão de Wellington Paulista ao final do primeiro tempo, mas foi castigado nos acréscimos e perdeu dois pontos com o empate por 1×1. O Grêmio perdeu gols demais e acabou o dia lamentando o 0x0 com a Universidad de Chile.

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Futebol europeu, Libertadores Tags: , , , , , , , ,
13/02/2009 - 19:18

"NUNCA VI PRESSÃO IGUAL AO CHELSEA", DIZ BELLETTI

Compartilhe: Twitter

Juliano Belletti não chegou ao Chelsea por causa de Felipão. O brasileiro foi um pedido do português José Mourinho, que telefonou pessoalmente para o jogador para fazer a proposta. Campeão do mundo com a seleção brasileira e autor do gol do título da Liga dos Campeões pelo Barcelona, o lateral/volante de 32 anos é pura experiência.

Em entrevista ao companheiro Cláudio Zaidan, da Rádio Bandeirantes, Belletti contou detalhes sobre o trabalho de Felipão no Chelsea e sobre a demissão do brasileiro no time inglês. “O Chelsea é muita pressão, você tem que ganhar tudo, todos os jogos, todas as competições. Senão, troca mesmo. Até pelo fato de o time não ter conquistado nada no ano passado.”

O jogador, que teve passagens por Cruzeiro, São Paulo, Atlético-MG e Villareal/ESP, não acredita que o idioma tenha sido o maior problema de Luis Felipe Scolari na Inglaterra. “Felipão chegou se comunicando em inglês, dava preleções e trabalhos em inglês, mas claro que ele motiva muito os jogadores, falando sobre superação. Por experiência própria, estudei castelhano por quatro anos e não consigo expressar exatamente o que penso. Não sei se isso foi a causa de tudo, até porque os jogadores nunca reclamaram de não entender o que o treinador falava.”

Com a chegada do holandês Guus Hiddink, Belletti acredita na recuperação do time na temporada. “Ainda existe a esperança de brigar pelo título inglês. Liverpool e Aston Villa devem perder pontos. O maior adversário mesmo é o Manchester, que está acostumado a decisões e dificilmente perde pontos. Estou aqui há um ano e meio e conhecendo bem este grupo dá para dizer que a gente pode jogar melhor.”

Ouça um trecho da declaração de Beletti clicando aqui. A íntegra da entrevista vai ao ar neste sábado no Esporte Notícia Internacional, que começa às 14h30 na Rádio Bandeirantes (AM 840 e FM 90,9).

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu Tags: , ,
Voltar ao topo