Publicidade

Publicidade

09/11/2009 - 19:24

HISTÓRIAS DAS COPAS 151

Compartilhe: Twitter

Na despedida do estádio Jalisco, em Guadalajara, palco de cinco jogos do Brasil na Copa de 70, no México, Pelé, brindou a torcida com uma jogada genial ao driblar o goleiro uruguaio Mazurkiewicz com o corpo e quase marcar um gol antológico. O Uruguai abriu o placar no primeiro tempo e o Brasil só empatou aos 44 minutos, com Clodoaldo. Jairzinho virou o jogo aos 31 minutos da segunda etapa e Rivellino fechou o placar. A vitória por 3×1 colocou o Brasil na decisão pela quarta vez.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
05/11/2009 - 14:22

HISTÓRIAS DAS COPAS 147

Compartilhe: Twitter

Zagallo promoveu mudanças ao assumir a equipe do Brasil, com as entradas de Everaldo, Clodoaldo e Rivelino no time e o recuo de Piazza para a zaga. O treinador colocou Pelé no banco e chegou a ser vaiado no empate por 0x0 contra a Bulgária em um amistoso preparatório. Com mais de três meses para treinar a seleção e fazer adaptação para a altitude, Zagallo escalou o time na estreia da Copa de 70 contra a Tchecoslováquia com Félix, Carlos Alberto, Brito, Piazza e Everaldo; Clodoaldo e Gérson; Jairiznho, Pelé, Tostão e Rivellino. Com dois gols de Jairzinho, um de Pelé e um de Rivellino, o Brasil venceu por 4×1.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo