Publicidade

Publicidade

06/10/2009 - 11:52

HISTÓRIAS DAS COPAS 117

Compartilhe: Twitter

A Copa de 62, no Chile, teve um inédito empate na artilharia do torneio, de acordo com a Fifa. Seis atletas marcaram quatro gols durante o Mundial, sendo dois brasileiros: Garrincha e Vavá, que disputaram as cinco partidas da seleção em território chileno. A melhor média foi do húngaro Florian Albert, que entrou em campo apenas três vezes. Valentin Ivanov, da União Soviética, o chileno Leonel Sanchez e o iugoslavo Drazen Jerkovic completam a relação. Há quem defenda, no entanto, que Jerkovic teria marcado um quinto gol no torneio, confirmado para Galic, no jogo contra o Colômbia. A Fifa, no entanto, não oficializa a marca.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , ,
24/09/2009 - 20:02

HISTÓRIAS DAS COPAS 105

Compartilhe: Twitter

A Argentina chegou à Copa do Mundo de 62, no Chile, com a sua força reduzida. O craque Alfredo Di Stefano, destaque do Real Madrid, vestiu a camisa da Espanha. Também argentino de nascimento, Omar Sivori defendeu a seleção da Itália. Os argentinos ainda viram o treinador Adolfo Pedernera comandar a Colômbia. Em campo, a equipe disputou o difícil grupo 4 e foi eliminada na primeira fase com vitória sobre a Bulgária, empate com a Hungria e derrota para a Inglaterra.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , ,
19/09/2009 - 21:42

HISTÓRIAS DAS COPAS 101

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 62, no Chile, não teve seleções asiáticas ou africanas, já que Marrocos e Coréia do Sul tiveram que jogar repescagem e perderam para os europeus Espanha e Iugoslávia. O México foi o único time da Concacaf a se classificar para o Mundial, depois de disputar a fase final contra Costa Rica e Antilhas Holandesas. Argentina, Uruguai e Colômbia entraram na competição como representantes da América do Sul. Da Europa, foram para a Copa avançaram times tradicionais como Itália, Alemanha Ocidental, Hungria e a campeã europeia União Soviética, além da Inglaterra, da Suíça, da Tchecoslováquia e da Bulgária.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
26/07/2009 - 18:11

HISTÓRIAS DAS COPAS 45

Compartilhe: Twitter

Argentinos lamentam até hoje o fato de as copas de 42 e 46 não terem sido realizadas por causa da Segunda Guerra Mundial. Especialistas acreditam que seriam muito grandes as chances de título mundial para o timaço que ganhou quatro vezes a Copa América. No final da década de 40, vários jogadores importantes como Moreno, craque do River Plate, deixaram o país em busca de dinheiro na Colômbia e no México.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , ,
16/10/2008 - 01:05

E OS VOLANTES?

Compartilhe: Twitter

Kaká não foi suficiente para resolver o jogo contra a Colômbia, embora tenha sido o destaque do Brasil nesta quarta, no Maracanã. Embora Jô tenha se confirmado como opção de pouco rendimento para o ataque, o maior problema da seleção segue sendo a dupla de volantes.

Em casa, contra times retrancados, Gilberto Silva e Josué ficam invariavelmente sem função. Não conseguem ajudar na armação como deveriam e deixam meias e laterais sobrecarregados. Quando têm que marcar, saem correndo atrás dos contra-ataques adversários e pouco aliviam os zagueiros.

A situação está escancarada há algum tempo e não há sinal de mudança por parte da comissão técnica. O próximo jogo é o amistoso contra Portugal, ótima oportunidade para testes e observações. E a encrenca pode ser maior contra a Itália, provável primeiro adversário em 2009.

Autor: - Categoria(s): Seleção Tags: , ,
08/10/2008 - 22:56

OS MESMOS PROBLEMAS

Compartilhe: Twitter

Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Kléber; Gilberto Silva, Josué, Elano e Kaká; Robinho e Adriano. Essa foi a escalação da seleção no primeiro treino na Granja Comary para os jogos das eliminatórias contra Venezuela e Colômbia. Gostei da entrada de Adriano, mas a decisão mostra algo preocupante.

Se o atacante da Internazionale era a segunda opção, por que só foi convocado depois da lesão de Luis Fabiano? Como ficam Alexandre Pato e Jô, chamados inicialmente? Os dois podem fazer a função do homem de área, principalmente o talentoso Pato.

Como já disse em outras oportunidades, não concordo com Kléber na lateral-esquerda, jogador do Santos que não vive boa fase. Mas o ponto fraco da seleção são mesmo os volantes. Já faz quase um ano que uma atuação ruim da dupla Gilberto Silva e Mineiro deixou o Brasil fragilizado contra o Uruguai no Morumbi.

De lá para cá, a equipe de Dunga não voltou a jogar bem e só venceu em função de boas atuações individuais. A trinca Gilberto Silva, Josué e Elano não é a melhor opção para quem tem Lucas, Anderson e Mancini. Sorte do treinador que o craque Kaká está de volta.

Autor: - Categoria(s): Seleção Tags: , , , ,
Voltar ao topo