Publicidade

Publicidade

20/03/2009 - 15:38

DISCUTINDO A RELAÇÃO

Compartilhe: Twitter

Na briga entre a diretoria do São Paulo FC e a Federação Paulista de Futebol eu entendo mais as razões do clube, até porque a entidade quase não se posiciona sobre os assuntos em questão e frequentemente dá espaço para críticas que coincidem com as tricolores.

Para quem não se lembra, a coisa começou um pouco antes da última rodada do Brasileirão do ano passado, quando uma denúncia saída do gabinete da presidência da FPF colocou a direção são-paulina sob suspeita e fez a CBF tirar o árbitro Wagner Tardelli do jogo contra o Goiás. O caso terminou com punição, ainda que branda, do Superior Tribunal de Justiça Desportiva ao dirigente máximo do futebol paulista, Marco Polo Del Nero.

Esta semana, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, voltou a ameaçar com a escalação de um time reserva no Paulistão, acusando a FPF de, no mínimo, ser omissa com relação à tabela do campeonato e outras competições que o tricolor disputa. Para não dizer que a entidade tem má vontade com o clube.

O técnico Muricy Ramalho engrossou o coro e chiou depois do terceiro jogo seguido às 21h45 de quinta-feira. Agora, o problema é a FPF permitir a muadnça do último jogo São Caetano x São Paulo na última rodada da primeira fase para Presidente Prudente. A cidade é muito mais distante do que São Caetano do Sul, local original da partida, e isso aumenta os gastos com deslocamento da delegação.

Se os são-paulinos só reclamam publicamente e não fazem nenhum pedido formal para alteração da tabelas estão cometendo um erro. Mas o equívoco da FPF com o calendário do Paulistão é ainda maior. A participação de clubes paulistas na Libertadores e na Copa do Brasil tem que ser prioridade para nortear eventuais ajustes na ordem das partidas do estadual.

E é uma vergonha que o campeonato tenha rodada com oito jogos no dia 28/03 (sábado) e duas partidas no dia 29/03 (domingo), sendo que a seleção joga pelas eliminatórias no mesmo dia 29. Ou a Federação não dá a mínima para o time de Dunga ou ignora as chances de vários bons atletas como Miranda, Keirrison, Hernanes, Neymar e Ronaldo vestirem a camisa do Brasil. Sem contar os estrangeiros.

Ah, e tem outra rodada marcada para o dia 31/03 (terça), véspera de Brasil x Peru, e para 02/04 (quinta), dia seguinte ao jogo da seleção.

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Libertadores Tags: , , , ,
Voltar ao topo