Publicidade

Publicidade

17/11/2009 - 13:13

HISTÓRIAS DAS COPAS 159

Compartilhe: Twitter

Com a conquista definitiva da taça Jules Rimet por causa do tricampeonato do Brasil no México, em 70, a Fifa preparou um novo troféu para entregar aos campeões a partir da Copa de 74, na Alemanha Ocidental. O escultor italiano Silvio Gazzaniga foi o responsável pelo projeto que criou uma estátua de 36 cm e quase 5 kg de ouro maciço que representa esforço, harmonia, paz e dinamismo. Nela, uma figura humana torcida em espiral carrega o globo terrestre. Para ficar com a taça para sempre, uma seleção precisa conquistar o mundial três vezes seguidas ou cinco vezes, ainda que não obtenha títulos seguidos.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , ,
13/11/2009 - 16:13

HISTÓRIAS DAS COPAS 155

Compartilhe: Twitter

Mais de 100 mil pessoas lotaram o estádio Azteca, na Cidade do México, para a definição de quem ficaria em definitivo com a taça Jules Rimet. A final entre os bicampeões Brasil e Itália faria o mundo conhecer o primeiro tri da história das Copas. Pelé abriu o placar para a seleção brasileira, mas Boninsegna empatou para os italianos ainda no primeiro tempo. Superior fisicamente, o Brasil ampliou o placar no segundo tempo e venceu por 4×1, com gols de Gérson, Jairzinho e Carlos Alberto, num golaço depois de linha de passe do Brasil. O título consagrou Pelé, o único jogador com três títulos mundiais, e Jairzinho, artilheiro do Brasil com gols marcados em todas as partidas do torneio.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , ,
12/10/2009 - 20:12

HISTÓRIAS DAS COPAS 123

Compartilhe: Twitter

A organização da Copa do Mundo de 66, na Inglaterra, passou por apuros pouco antes do torneio. O troféu Jules Rimet foi roubado durante uma exposição. A taça foi encontrada graças a um cachorrinho chamada Pickles, picles em inglês, em um jardim em frente a uma casa em um bairro na região sul de Londres, a capital inglesa. Outro animal que se destacou na Copa foi o leão Willie, o primeiro mascote da história dos Mundiais.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , ,
28/08/2009 - 13:44

HISTÓRIAS DAS COPAS 78

Compartilhe: Twitter

Depois da vitória por 8×3 na primeira fase, a Hungria reencontraria a Alemanha Ocidental na grande final da Copa do Mundo de 54, na Suíça. Mais da metade dos 60 mil torcedores eram alemães, maioria também porque o regime comunista impedia húngaros de deixarem o país com medo de deserções. Pioneira no aquecimento, a Hungria já tinha 2×0 no placar aos oito minutos, mas viu a Alemanha virar no encharcado gramado do estádio Wankdorf para 3×2, com dois gols de Rahn. O capitão Fritz Walter, homem de confiança do técnico Sepp Herberger, recebeu o troféu das mãos do presidente da FIFA, Jules Rimet.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
10/07/2009 - 13:41

HISTÓRIAS DAS COPAS 29

Compartilhe: Twitter

A escolha da França, primeira sede da Fifa, para o Mundial de 38 não foi uma surpresa já que franceses como Jules Rimet, Robert Guerin e Henri Delauney eram importantes dirigentes do futebol internacional. A tensão mundial que levaria vários países à Segunda Guerra no ano seguinte fez com que o aumento no número de inscritos fosse pequeno em relação a 34: apenas cinco a mais, 37 no total. Com a mesma fórmula de disputa do mundial anterior, a Fifa estabeleceu 16 vagas na 1ª fase da Copa. Pela primeira vez, foram asseguradas vagas ao campeão, a Itália, e à dona da casa, a França.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , ,
23/06/2009 - 18:31

HISTÓRIAS DAS COPAS 12

Compartilhe: Twitter

A conhecida taça Jules Rimet, entregue aos campeões do mundo de futebol entre as Copas de 30 e 70, foi concebida como troféu Victoire aux Ailes d’Or, ou Vitória nas Asas Douradas. A peça tinha 30 centímetros de altura, pesava 4 kg e era feita de ouro maciço. O ourives francês Abel Lafleur foi o responsável pela estatueta. A taça foi apresentada ao público logo na chegada ao Uruguai para a Copa de 30 pelo presidente da Fifa, Jules Rimet, que mais tarde daria nome ao troféu. Durante a Segunda Guerra Mundial, a peça ficou escondida em uma caixa de sapato debaixo da cama do italiano Ottorino Barassi, então vice-presidente da Fifa.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , ,
14/06/2009 - 11:30

HISTÓRIAS DAS COPAS 3

Compartilhe: Twitter

A participação inglesa na Fifa se consolidou a partir de 1906, quando Daniel Burley Woolfall, então presidente da Federação Inglesa de Futebol, assumiu o comando da entidade. Doze anos depois, em meio à Primeira Guerra Mundial, assumiu o francês Jules Rimet, que ampliou a presença do futebol em todo o planeta com o aumento de 20 para 85 países afiliados em mais de três décadas de mandato. Rimet idealizou a Copa do Mundo baseado no sucesso do torneio disputado nas edições dos Jogos Olímpicos.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010 Tags: , , , ,
Voltar ao topo