Publicidade

Publicidade

22/11/2009 - 21:13

A PIOR DAS ORIENTAÇÕES

Compartilhe: Twitter

Ao final de mais uma rodada emocionante do Brasileirão, quero destacar a mais absurda das orientações que recebem os árbitros de futebol.

Imagine a emoção de um gol aos 43 minutos do segundo tempo. E se esse gol determinar uma vitória de virada? Pode ficar ainda mais emocionante se o seu time precisar desse resultado para fugir do rebaixamento. Para completar, o adversário é  o líder da competição até então

Quando Jóbson marcou 3×2 para o Botafogo contra o São Paulo, a explosão de alegria foi inevitável. O atacante comemorou com a torcida e exagerou ao tirar a camisa. Levou o segundo amarelo e foi expulso. O árbitro Sandro Meira Ricci, um dos melhores do Brasileirão, agiu de acordo com a orientação dada pela Fifa.

O que não entendo é o objetivo dessa medida. A arbitragem pode perfeitamente colocar o tempo gasto na comemoração nos acréscimos, mas tentar controlar a emoção no melhor momento do futebol é realmente difícil de engolir.

Autor: - Categoria(s): Brasileirão Tags: , , , , , , , , , ,
27/09/2009 - 19:36

A ARTE DE EVITAR GOLS

Compartilhe: Twitter

Em um ótimo fim de semana para o líder Palmeiras na briga pelas primeiras posições do Brasileirão, os destaques não foram artilheiros. E não se deixe enganar pela primeira impressão sobre o título do post, também não vou tratar de goleiros. Os grandes nomes da 26a rodada foram um zagueiro e um volante que quase não entraram em campo.

O palmeirense Danilo dependia do pagamento de multa para o Atlético-PR, que o emprestou para o Palmeiras, e foi brilhante na vitória sobre o time paranaense por 2×1. Não só por participar dos dois gols, mas principalmente por um lance aos 37 minutos do segundo tempo. O Palmeiras tinha vantagem no placar e viu Paulo Baier se livrar o goleiro Marcos e bater para o gol. Danilo esticou o pé direito para garantir o resultado.

Richarlyson mal treinou durante a semana e chegou ao Morumbi como dúvida do São Paulo para o clássico contra o Corinthians. Não só entrou em campo, mas foi decisivo ao correr atrás de Ronaldo depois de uma falha aos 22 minutos da segunta etapa. Em velocidade, o volante foi preciso ao desarmar o craque corintiano, que já se preparava para marcar 2×0.

Assim é um campeonato equilibrado. Imagine só se os dois não entram em campo…

Autor: - Categoria(s): Brasileirão Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
15/04/2009 - 00:19

A LESÃO E AS CONSEQUÊNCIAS

Compartilhe: Twitter

Não existe hora certa para uma lesão como a de Rogério Ceni. É terrível em qualquer circunstância para todos os envolvidos. Sofrem o goleiro e os que estão em volta no São Paulo. Isso no aspecto humano, é claro.

Para o time do São Paulo, no entanto, Rogério faria falta muito maior há três ou quatro anos. Além de estar melhor tecnicamente como goleiro, ele também era um artilheiro de gols decisivos. Faltas e pênaltis cobrados com precisão e que ajudavam demais em momentos difíceis. Foram apenas cinco gols no ano passado e nenhum este ano.

Como Bosco e Dênis parecem cumprir requisitos técnicos para a função, a ausência do líder será a mais sentida. Para amenizar, ele pode fazer como no ano passado, quando foi a Ipatinga apoiar o time quando estava em recuperação por causa de uma contusão. Ao mesmo tempo, pode ser a oportunidade para que outro comando aflore dentro do grupo são-paulino.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , ,
Voltar ao topo