Publicidade

Publicidade

14/10/2009 - 22:12

COMO SERÁ A LISTA?

Compartilhe: Twitter

Com o fim das eliminatórias, é hora de acertar os últimos detalhes para fechar o grupo de jogadores que o técnico Dunga vai levar para a África do Sul.

Júlio César e Victor estão certos no gol. O terceiro pode ser Marcos, mas Doni, Hélton e Gomes também têm chances.

Nas laterais, a direira está sobrando com Maicon e Daniel Alves, mas eu não daria nem André Santos como certo na esquerda. Filipe Luis ainda pode se firmar, mas outros testes devem ser feitos nos amistosos de novembro.

A zaga pode ter cinco jogadores e a condição física de Juan é a maior dúvida. Lúcio, Luisão e Miranda estão praticamente confirmados. Naldo e Thiago Silva são candidatos à outra vaga.

Os volantes serão Gilberto Silva, Josué, Felipe Melo e mais um. Lucas aparece como favorito, mas pode perder para um zagueiro. Ramires, Elano, Júlio Baptista e Kaká também devem ir. Aí eu gostaria de ver alguém mais talentoso como Alex, do Spartak Moscou, Diego, da Juventus, ou Diego Souza, do Palmeiras.

No ataque, Luis Fabiano está convocado e Nilmar e Robinho tem tudo para disputar a Copa. Adriano está próximo, Tardelli tem poucas chances e Ronaldo pode aparecer como surpresa.

E para você, quem vai para a Copa?

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
01/10/2009 - 15:48

OS MELHORES DO MUNDO… ATÉ SETEMBRO

Compartilhe: Twitter

Faltam menos de três meses para acabar o ano de 2009 e já dá para ter uma boa ideia de quem vai brigar pelo título de melhor da temporada e quem está próximo de vencer.

Depois de escolher os principais jogadores de setembro, decidi reunir aqui os vencedores dos meses anteriores para dimensionar como está a disputa até agora.

Messi lidera como o melhor em janeiro, fevereiro e maio. Foi o craque do título europeu do Barcelona em uma temporada que ainda teve títulos da Liga Espanhol e da Copa do Rei. É o favorito, mas não foi bem com a seleção argentina e corre risco de ficar fora da Copa do Mundo.

JANEIRO – Messi
FEVEREIRO – Messi
MARÇO – Gerrard
ABRIL – Iniesta, Cech, Raul, Cristiano Ronaldo, Arshavin, Grafite, Ronaldo
MAIO – Messi
JUNHO – Luis Fabiano
JULHO – Verón
AGOSTO – Diego
SETEMBRO – Kaká, Xavi

Autor: - Categoria(s): Brasileirão, Copa 2010, Futebol europeu, Libertadores, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , ,
12/08/2009 - 16:07

QUASE NADA

Compartilhe: Twitter

Como se esperava, o amistoso Estônia 0x1 Brasil foi fraco e valeu pouco mais do que um cochilo no meio da tarde de quarta-feira. Isso tudo a menos de um mês de um jogo importante contra a Argentina e a menos de um ano para a Copa do Mundo. A data deveria ter aproveitamento melhor.

Ver Luis Fabiano jogando bem e marcando gol não foi novidade no ataque. Pelo menos Diego Tardelli teve um tempo razoável para estrear com apresentação interessante.

No meio-campo, Elano não foi titular mesmo com a lesão de Ramires e vai ter que jogar muito pelo Galatasaray, seu novo clube, para manter a vaga no grupo. Kléberson esteve mal e se machucou no primeiro tempo, dando chance a Elano. E Júlio Baptista foi a opção de Dunga quando Kaká deixou o gramado. A seleção precisa ter no banco de um meia mais talentoso, com mais capacidade de criação.

E na lateral-esquerda, a posição mais carente, André Santos teve atuação apenas discreta. Quando Roberto Carlos estiver bem fisicamente, André deve ser meia no Fenerbahce, da Turquia. Será mesmo a melhor opção para o Brasil no setor?

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
28/07/2009 - 17:42

O TIME DA COPA

Compartilhe: Twitter

O bom desempenho na Copa das Confederações, a folga na tabela das eliminatórias e a falta de grandes compromissos este ano fazem com que o técnico Dunga já tenha na cabeça e nas convocações o time da Copa.

Poucas vagas estão à disposição de quem ainda sonha em disputar o Mundial da África do Sul. Uma delas está no ataque. Respeito a boa fase de Diego Tardelli no Atlético-MG, mas não acho que seja o jogador para ficar na reserva de Luis Fabiano. O problema é que, por incrível que pareça, não há muitas opções para o setor no momento. Eu levaria Ronaldo, se o atacante do Corinthians não estivesse machucado.

Outra posição que ainda tem lugares disponíveis é a lateral-esquerda. Dunga deixa claro que Kléber está perdendo espaço, reconhece o bom desempenho de André Santos, agora do Fenerbahce, e volta a experimentar Marcelo, que deve ser titular no estrelado Real Madrid.

Os melhores nomes, no entanto, ainda não estão na lista. Agora jogador do Barcelona, Maxwell merece uma chance. E quando tiver condições físicas, Fábio Aurélio deve ganhar uma oportunidade.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
30/06/2009 - 17:20

O MELHOR DO MUNDO EM JUNHO

Compartilhe: Twitter

Recebi ontem no Magazine Bandsports o meia Renato, do Sevilla, campeão da Copa das Confederações pela seleção em 2005. O ex-jogador do Santos e do Guarani falou com orgulho e carinho de Luis Fabiano, companheiro de time na Espanha. “Quando ele está bem, o time fica bem.”

A temporada espanhola não foi das melhores para o artilheiro. Uma lesão aqui, outra ali. Oito gols marcados no Campeonato Espanhol, o mesmo desempenho do meio-campista Renato. Quase o mesmo tanto que ele conseguiu fazer em cinco jogos da Copa das Confederações pela seleção. E mais um nesse período com a seleção na partida contra o Uruguai pelas eliminatórias, em Montevidéu.

Renato também contou que conversa sempre com o atacante para que ele mantenha a calma e não reclame com a arbitragem. Mais experiente, Luis Fabiano parece mesmo ter deixado no passado o comportamento explosivo que o atrapalhou em alguns momentos da carreira.

Em um mês sem as principais ligas européias e com muitos dos grandes jogadores do planeta em férias, Luis Fabiano foi o melhor do mundo em junho.

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu, Seleção Tags: , , , , , , , , , , ,
28/06/2009 - 17:38

COMPETITIVO COMO NUNCA

Compartilhe: Twitter

Ponto para o comando da CBF. Quando o Brasil perdeu para a França nas quartas de final da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, todos sentiram que faltaram vibração e disciplina para empurrar aquele timaço ao título.

A percepção foi decisiva para a escolha de Dunga, mesmo sem experiência, para a fuñção de treinador em substituição a Carlos Alberto Parreira. De lá para cá, a seleção pode não ter sido brilhante, mas foi competitiva como nunca.

Depois de levar a equipe à conquista da Copa América com vitória sobre a Argentina na final, o técnico agora comemora a Copa das Confederações com uma virada espetacular contra os EUA por 3×2.

Apesar dos dois gols norte-americanos no 1o tempo, cheios de méritos dos atacantes, o Brasil teve postura ofensiva e criou algumas chances, apesar do desempenho abaixo do esperado de Kaká e Robinho, jogadores decisivos para a seleção.

Sem opções no banco para criação de jogadas como Ronaldinho Gaúcho, ainda sob desconfiança no Milan, ou Alex, esquecido na Rússia depois de sair do Inter, Dunga recorreu a Daniel Alves e Elano.

Mais do que as mudanças, fizeram diferença o talento e a manutenção da postura ofensiva, além do maior acerto do treinador à frente da equipe: Luis Fabiano.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
08/06/2009 - 00:41

TAMBÉM JÁ ESTAMOS LÁ!

Compartilhe: Twitter

Além da dona da casa, a África do Sul, outras quatro seleções garantiram vagas no Mundial de 2010 neste fim de semana e todas elas são muito bem-vindas. A sempre interessante Holanda tem jogadores talentosos para se recuperar da decepção da Eurocopa 2008, quando teve uma primeira fase quase perfeita em um grupo difícil, com Itália e França, e caiu nas quartas contra a Rússia.

Ainda vão para a África as boas seleções do Japão, da Austrália e da Coréia do Sul, algumas das que mais evoluíram no futebol nas últimas décadas.

Também estaremos por lá, ou você duvida? Depois dos 4×0 sobre o Uruguai, em Montevidéu, o Brasil abriu 7 pontos de vantagem sobre o sexto colocado, que ficará fora até da repescagem. Faltam apenas 5 rodadas, muitas delas com cruzamentos entre os primeiros colocados.

E já que mencionei a seleção, não posso deixar de responder às mensagens (algumas mentais, eu sei…) sobre a minha sugestão de tirar Luís Fabiano do time. O meu argumento é o momento, e o dele no Sevilla é pior, por exemplo, do que o de Nilmar no Inter. É inegável, no entanto, que na seleção ele tem um retrospecto impecável desde o final de 2007.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , ,
05/06/2009 - 15:05

OS TIMES DE DUNGA

Compartilhe: Twitter

Eu trocaria quase meio time da escalação do técnico Dunga no último coletivo antes do embarque para Montevidéu para o jogo deste sábado, às 16h, contra o Uruguai, pelas eliminatórias.

Sem Maicon, que não tem condições físicas, o treinador montou o time titular com Júlio César, Daniel Alves, Lúcio, Juan e Kléber; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.

Os reservas tiveram Victor, Rafael (jogador do Rio de Janeiro, time de Magé, que completou o coletivo), Luisão, Miranda e André Santos; Josué, Kléberson, Ramires e Júlio Baptista; Alexandre Pato e Nilmar.

Josúé, Kléberson, Ramires e Nilmar poderiam ser titulares nos lugares de Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Luís Fabiano.

Dá para entender, no entanto, que Dunga tenhas seus homens de confiança, como Elano e Luís Fabiano, mas deve haver limite para a manutenção deles no time principal.

Quanto ao esquema, quero ver como vai jogar Daniel Alves. Ele é ótimo ofensivamente e, de fato, nunca conseguiu jogar na seleção o que fez no Sevilla e no Barcelona. Não pode ficar preso como um mero lateral. É obrigação do treinador montar o melhor sistema de jogo para aproveitar os talentos que tem em mãos.

Autor: - Categoria(s): Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
19/04/2009 - 21:40

FUTEBOL É MOMENTO

Compartilhe: Twitter

Já que costumo criticar o trabalho de Dunga na seleção, quero aproveitar para fazer registro sobre os momentos de dois jogadores, um que todo mundo (inclusive eu) pede nas convocações, e outro que aparece sempre e mostra serviço com a camisa do Brasil.

O atacante Luis Fabiano, que resolveu quase todos os últimos jogos que disputou pela seleção, não consegue repetir na atual temporada o que fez em 2007/08. Atrapalhado por uma lesão, o artilheiro atuou 20 vezes e marcou 6 gols atrás dos companheiros Kanouté, com 16, e Renato, com 7. A comparação é cruel com a temporada passada, quando ele balançou as redes 24 vezes em 30 partidas.

E o meia Hernanes, do São Paulo? Por que não tem conseguido jogar como em 2008? Pode ser apenas a adaptação ao status de jogador que tem a responsabilidade de decidir. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o superintendente de futebol são-paulino, Marco Aurélio Cunha, admitiu conversar com o jogador sobre a queda de rendimento. “Em certos jogos você tem mudar um pouco a sua característica mesmo que você acredite nela. Não tenho dúvida de que ele será um dos maiores do mundo em breve”.

Ouça aqui a entrevista de Marco Aurélio falando sobre Hernanes.

Faltam menos de dois meses para a próxima reunião da seleção. E os dois têm que correr atrás.

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Futebol europeu, Libertadores, Seleção Tags: , , , ,
30/01/2009 - 15:14

ADRIANO E O DESTINO

Compartilhe: Twitter

Você já deve ter lido em algum lugar que “o tempo é o senhor da razão”. Ou ainda: “nada como um dia depois do outro”. Acredite você ou não, essas coisas parecem valer para Adriano.

Um rápido exercício de memória nos leva a 2004-2005, temporada de ouro para o atacante que havia sido despachado pelo Flamengo para brilhar pelo Parma e também na Itália chegar à gigante Internazionale. Graças à ideia do técnico da seleção, Carlos Alberto Parreira, de poupar titulares na Copa América do Peru, terminou a competição como herói brasileiro depois do golaço na decisão contra a Argentina. De lá até a Copa das Confederações de 2005, a canhota virou canhão, com um chute mais forte que o outro jogo após jogo.

A Copa de 2006, que seria o auge, foi o começo da caminhada rumo ao fundo do poço, impulsionada por problemas pessoais como a morte precoce do pai. Há um ano, com a camisa do São Paulo, Adriano tentava mostrar ao mundo do futebol que ainda tinha jeito em gramados enlameados no Paulistão.

Os últimos doze meses tiveram muitos gols, alguns sopapos e outras noitadas. A recuperação é tão incotestável quanto a dúvida de quanto tempo ela vai durar. Agora, com a lesão de Luis Fabiano, Adriano pode ser titular do Brasil no amistoso contra a Itália no dia 10/02, em Londres. A briga é com Alexandre Pato. Pode ser uma baita chance…

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu, Seleção Tags: , , ,
Voltar ao topo