Publicidade

Publicidade

01/10/2009 - 14:55

HISTÓRIAS DAS COPAS 112

Compartilhe: Twitter

Com Amarildo no lugar do machucado Pelé, o Brasil teve muitas dificuldades diante da Espanha na última rodada da primeira fase da Copa de 62, no Chile. Depois de sair perdendo, a seleção foi beneficiada por erros do árbitro chileno Sergio Bustamente Gonzalez, que anulou um gol espanhol e deu como falta fora da área um pênalti de Nilton Santos em Abelardo. Com duas grandes jogadas de Garrincha, Amarildo marcou duas vezes e colocou a equipe brasileira na fase final.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , ,
09/09/2009 - 12:10

HISTÓRIAS DAS COPAS 90

Compartilhe: Twitter

O técnico Vicente Feola usou a base dos amistosos disputados em 58 para escalar o time titular para a estreia na Copa da Suécia. O time foi formado por Gilmar, De Sordi, Bellini, Orlando e Nilton Santos; Dino Sani e Didi; Joel, Mazzola, Dida e Zagallo. A vitória sobre a Áustria foi tranquila, com dois gols de Mazzola e um de Nilton Santos para mais de 17 mil torcedores no estádio Rimmersvallen na pequena cidade de Uddevalla, a oeste do território sueco.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
25/08/2009 - 18:26

HISTÓRIAS DAS COPAS 75

Compartilhe: Twitter

Mais de 60 mil pessoas encheram o estádio Wankdorf, em Berna, para o duelo entre o Brasil, vice em 50, e a Hungria, sensação da Copa, pelas quartas de final do Mundial de 54, na Suíça. A seleção não teve tempo para respirar e levou dois gols logo no início da partida. Com a vantagem, os húngaros dominaram a partida, que ficou tensa no segundo tempo, com expulsões de Nilton Santos e Humberto Tozzi pelo Brasil e Boszik pela Hungria. A vitória por 4×2 na Batalha de Berna levou os húngaros às semifinais e eliminou a seleção brasileira.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , ,
18/08/2009 - 15:56

HISTÓRIAS DAS COPAS 68

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 54, disputada na Suíça, foi a primeira com numeração fixa para os jogadores, de 1 a 22. O técnico Zezé Moreira convocou quatro jogadores do Fluminense (Castilho, Pinheiro, Didi, Veludo), quatro do São Paulo (Bauer, Alfredo Ramos, Mauro Ramos, Maurinho), três atletas da Portuguesa (Djalma Santos, Brandãozinho, Julinho), três do Vasco (Pinga, Paulinho de Almeida, Ely) e três do Flamengo (Dequinha, Índio, Rubens). E ainda dois corintianos (Baltazar, Cabeção), dois palmeirenses (Rodrigues, Humberto Tozzi), além do botafoguense Nilton Santos.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
08/08/2009 - 16:45

HISTÓRIAS DAS COPAS 58

Compartilhe: Twitter

A Copa de 50 foi a primeira em que a seleção teve convocados de fora do eixo Rio-SP. O atacante Adãozinho e o zagueiro Nena, do Internacional, integraram a lista 22 atletas. O Vasco foi a base da equipe com 8 jogadores: Ademir, Alfredo II, Augusto, Barbosa, Chico, Danilo Alvim, Ely e Maneca. O grupo tinha ainda Baltazar (Corinthians), Bauer, Friaça, Noronha e Rui (São Paulo), Bigode (Flamengo), Castilho (Fluminense), Jair Rosa Pinto, Rodrigues e Juvenal (Palmeiras), Nilton Santos (Botafogo) e Zizinho (Bangu).

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo