Publicidade

Publicidade

22/07/2009 - 15:55

HISTÓRIAS DAS COPAS 41

Compartilhe: Twitter

A Itália chegou ao Mundial de 38 como campeã olímpica e do mundo, mas sofre para passar pela Noruega na estreia. Depois de eliminar a França, dona da casa, na 2ª fase, os italianos passaram pelo Brasil na semifinal. A outra finalista foi a Hungria, que fez campanha impecável ao passar por Índias Holandesas (atual Indonésia), Suíça e Suécia. Na decisão, em Paris, 45 mil pessoas viram a Itália conquistar o título ao vencer por 4×2, com dois gols de Silvio Piola, artilheiro italiano com cinco gols. Os destaques húngaros foram Zsengeller, com seis gols, e Sarosi, com cinco.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
14/07/2009 - 17:29

HISTÓRIAS DAS COPAS 33

Compartilhe: Twitter

Onze estádios em dez cidades foram escolhidos para a Copa do Mundo de 38, na França. Apenas o estádio Gerland, em Lyon, não teve jogos por causa da desistência dos austríacos. O palco mais importante do mundial era o estádio Olímpico de Colombes, nos arredores de Paris, construído em 1907 e usado nos Jogos Olímpicos de 1924, na capital francesa. Com capacidade para 60 mil torcedores, o estádio recebeu a final entre Itália e Hungria e as partidas da França na 1ª fase e nas quartas de final. Hoje, com capacidade menor e chamado de Yves Du Manoir, homenagem a um atleta e aviador, o local é usado para jogos de futebol e rúgbi.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo