Publicidade

Publicidade

23/08/2009 - 21:57

QUEM VAI ARRANCAR AGORA?

Compartilhe: Twitter

Goiás, São Paulo e Avaí foram os times que arrancaram nas últimas rodadas do primeiro turno. Goianos e catarinenses já estão na briga por uma vaga na Libertadores e o tricolor paulista segue na disputa pelo título do Brasileirão, mesmo com a derrota deste domingo para o Atlético-PR.

Agora, dois times ameaçam consolidar reação, subir na tabela e entrar de vez no bolo das primeiras posições: Grêmio e Cruzeiro. Mais do que bons resultados em jogos recentes, as equipes têm mostrado bom futebol e possuem elencos com qualidade suficiente para vencer muito no returno.

Dois protagonistas ainda oscilam e podem mudar o jogo de forças no Brasileirão 2009. O líder Palmeiras venceu jogo importante contra o Inter depois de sequência ruim, mas ainda terá o duríssimo clássico contra o São Paulo para provar para o próprio grupo que o penta é possível.

Já o Corinthians espera pelo retorno de Ronaldo para voltar ao melhor nível. Mesmo com perdas em relação à equipe que conquistou o Paulistão e a Copa do Brasil, não está tão longe do G-4 e ainda pode entrar na briga nos decisivos meses de setembro, outubro e novembro.

Autor: - Categoria(s): Brasileirão Tags: , , , , , , , , , , , , ,
11/05/2009 - 21:59

"PALMEIRAS VAI SOFRER NA ILHA", DIZ PEDRÃO

Compartilhe: Twitter

Autor do gol mais esquisito da primeira rodada do Brasileirão, o atacante Pedrão, do Barueri, atribuiu à sorte a jogada contra o Sport, no último sábado, mas destacou também o efeito da bola, depois de bater na mão do goleiro Magrão, e o gramado irregular da Ilha do Retiro.

Em entrevista ao Magazine Bandsports nesta segunda-feira, o artilheiro disse que os palmeirenses vão sofrer no duelo brasileiro da Libertadores nesta terça por causa da pressão da torcida e também pelas dificuldades impostas pelo terreno de jogo, que torna a movimentação em campo muito cansativa e certas jogadas imprevisíveis.

Goleador máximo do Paulistão, Pedrão admitiu que a negociação com o Santos deu errado, demonstração chateação por ter sido questionado pela idade (31 anos) e admitiu terminar o ano atuando fora do Brasil. “Já tive uma boa proposta do Irã, mas preferi ficar e agora espero por outros contatos”, revela o jogador, que disputa a Série A do Brasileirão pela primeira vez na carreira.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , , , , , , , ,
04/05/2009 - 21:43

PÚBLICO E GRANA

Compartilhe: Twitter

A sequência do bom trabalho do ano passado, a ousadia na contratação de um grande craque, alguns exageros no trabalho de marketing  e, principalmente, ótimo desempenho em campo. O resultado da equação do Corinthians no Paulistão 2009 é fácil de adivinhar: grandes públicos e muito dinheiro.

Em 2007, ano em que terminou o Brasileirão rebaixado para a Série B, o clube faturou 2 milhões de reais em bilheterias como mandante no estadual. No ano seguinte, o da recuperação, passou para 3,4 milhões. Nas duas temporadas, não esteve na fase decisiva.

O salto conquistado em 2009 é impressionante. Com cálculos do meu amigo Ivan Rizzo, especialista em marketing esportivo, a soma das borderôs corintianos como mandante no Paulistão deste ano chegou a 8,1 milhões de reais.

É claro que chegar à decisão faz parte da diferença. O Palmeiras, campeão paulista de 2008, faturou 6 milhões de reais na venda de ingressos com mando de jogo. Mesmo sem usar o Morumbi, que tem maior capacidade, para as suas partidas, o Corinthians levou aos estádios quase 500 mil pessoas, aproximadamente 268 mil em casa e 206 mil como visitante.

Autor: - Categoria(s): Estaduais Tags: , , , , ,
26/04/2009 - 22:44

SOBRE O DESEQUILÍBRIO

Compartilhe: Twitter

Segundo o dicionário Aurélio, DESEQUILIBRAR significa, entre outras coisas, “tirar o equilíbrio; tirar o equilíbrio mental; desatinar; desvairar; enlouquecer“. Ronaldo fez quase tudo isso com a partida e com quem acompanhou a primeira final do Paulistão.

Jogando em casa, o Santos foi superior e criou várias chances de gol. Marcou uma vez só graças à pontaria ruim dos atacantes e porque Felipe esteve bem no gol do Corinthians. Em todo o jogo, não foram muitas as bolas que chegaram para o atacante do Corinthians. O aproveitamento foi impressionante.

Ronaldo mostrou ainda muita inteligência ao descrever a jogada do terceiro gol do Corinthians em entrevista na saída do gramado sagrado da Vila Belmiro. (ouça aqui)

E o que o Rei Pelé aplaudiu em Santos foi a definição do Paulistão. Mesmo com histórias incríveis sobre grandes viradas no futebol como inspiração, o time santista não parece ter força para reverter a grande vantagem que o time de Mano Menezes construiu.

Autor: - Categoria(s): Estaduais Tags: , , , , , , , ,
21/04/2009 - 18:41

FAZENDO CONTAS

Compartilhe: Twitter

Não houve quem não se assustasse na redação da Rádio Bandeirantes ao saber que a diretoria do Santos havia anunciado o preço das arquibancadas para a primeira decisão do Paulistão na Vila Belmiro: 80 reais!

Na segunda partida, no Pacaembu, os assentos mais baratos vão custar 40 reais. O objetivo dos dirigentes santistas, no entanto, é encontrar o equilíbrio entre o que o torcedor pode pagar por um jogo especial e a compensação de eventuais perdas pelo fato de a capacidade da Vila Belmiro, de 20 mil lugares, ser menor do que a de outros estádios no estado de São Paulo.

Fiz uma conta simples considerando o Morumbi como um palco eventual para a decisão e tomando por base os 40 reais que serão cobrados pelo Corinthians. Se viajasse de carro, o santista gastaria 17 reais com o pedágio, aproximadamente 15 reais com o estacionamento e pelo menos 20 reais de combustível, já que são 81km entre a Vila Belmiro e o Morumbi (consumo médio de 10km/l e 1,3 real de preço do litro de álcool). Asssim, o preço final se aproxima dos 100 reais.

Como a ideia é valorizar a parte da torcida que acompanhou o time durante todo o campeonato e fazer o time sentir a diferença de jogar em casa, fica mais fácil entender os valores das entradas para a final de domingo.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , ,
20/04/2009 - 20:23

OS ESTADUAIS SERVEM COMO PARÂMETRO?

Compartilhe: Twitter

Inteligente e comedido, o técnico Tite comemorou muito o título do Internacional, mas fez questão de rechaçar os brados emocionados de que o centenário clube gaúcho é o melhor time do Brasil.

Ouça aqui

Como evitar a empolgação da torcida depois de uma campanha dessa? O colorado foi campeão invicto, ganhou duas vezes do maior rival em jogos decisivos (havia me esquecido do jogo de Erechim) e nem precisou fazer a decisão do estadual. Além disso mostrou futebol bonito em várias oportunidades e tem jogadores de alto nível, como Nilmar, D’Alessandro e o jovem Taison.

No entanto, nem mesmo o mais forte estadual, o Paulistão, pode servir de parâmetro para o Brasileirão ou para duelos da Copa do Brasil e da Libertadores. Por isso, concordo plenamente com Tite. O Inter está entre os melhores, com potencial para ser o número 1 do país, mas para isso ainda vai precisar ser testado em outras ocasiões.

Autor: - Categoria(s): Brasileirão, Copa Sul-americana, Estaduais, Libertadores Tags: , , , , , , , , ,
17/04/2009 - 21:11

A DEFESA DE CRISTIAN

Compartilhe: Twitter

Sou da opinião de que o gesto obsceno feito por Cristian para comemorar o segundo gol contra o São Paulo no jogo de ida das semifinais do Paulistão tem que ser alvo de punição apenas no âmbito esportivo. O jogador, aliás, já vem sofrendo as consequências do ato intempestivo. Jogou fora boa parte dos elogios que receberia por ter decidido o clássico.

Considero, no entanto, infelizes as tentativas de minimizar o ato do volante corintiano. O advogado João Zanforlin comparou o ato a uma mulher assistir a uma partida sem camisa, apenas de sutiã. Já o técnico Mano Menezes vê nas críticas uma tentativa de tirar o foco do Corinthians e exagera. “Não sei se quem reclama do Cristian já marcou um gol na vida. É muito empolgante. Ainda mais em um clássico, aos 47 minutos do segundo tempo, e sendo o gol da vitória”.

Uma coisa é reclamar de exagero na repercussão do caso e tentar tirar o jogador do olho do furacão. Outra bem diferente é tentar justificar o que não se justifica.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , ,
07/04/2009 - 22:20

NEM SEMPRE HÁ FOGO

Compartilhe: Twitter

Há mesmo fogo onde há fumaça? Não concordo com o ditado. Por fumaça entendo denúcia. Por fogo entendo provas concretas.

Confesso ter ficado assustado ao saber que o presidente da Portuguesa revelou ter recebido um telefonema com informações de que o zagueiro Jean, da Ponte Preta, teria recebido pagamento para favorecer o Santos na última rodada da primeira fase do Paulistão.

Por mais que, como torcedor, Manuel da Lupa esteja emocionado com a eliminação doída, deve tomar muito cuidado ao divulgar este tipo de informação antes de conhecer as tais provas que a “pessoa de Santos” alega possuir.

É tão fácil quanto perigoso colocar sob suspeita a idoneidade de um jogador profissional e a credibilidade de um campeonato com uma acusação como esta. Difícil é provar.

Autor: - Categoria(s): Estaduais Tags: , , , , , , ,
05/04/2009 - 22:07

ENFIM, AS SEMIFINAIS

Compartilhe: Twitter

O Paulistão chega ao que interessa com os grandes times do estado classificados para as semifinais. Depois de 19 rodadas com times mistos e superioridade clara de quem tem mais dinheiro e mais torcida, a promessa é de muito equilíbrio para Palmeiras x Santos e São Paulo x Corinthians. Abaixo, tento explicar o que espero de cada um dos times e os motivos pelos quais considero o São Paulo o favorito ao título.

Palmeiras: Tem bom time, mas oscilou demais na reta final da 1a fase do Paulistão. Ainda não acertou o sistema defensivo. Depende demais do resultado do confronto contra o Sport pela Libertadores e da reação ao que acontecer em Recife. Se vencer, o time pode se empolgar ou priorizar totalmente a competição internacional. Se perder, pode entrar em depressão ou então largar mão de vez da Libertadores para se dedicar de forma integral ao estadual.
 
São Paulo: Principal favorito ao título pela tranquilidade de estar bem na Libertadores e por ter crescido de produção nas últimas rodadas do Paulistão. O time ainda tem a confiança de uma camisa que carrega os títulos brasileiros das três temporadas passadas (2006, 2007 e 2008) e a força do bom trabalho do técnico Muricy Ramalho.
 
Corinthians: Mano Menezes ainda tem decisões questionadas pela torcida e o time vai esperar que Ronaldo decida as partidas, jogando em função dele. Se o Fenômeno funcionar, a torcida pode se inflamar e colocar a equipe em condições de brigar pela taça. Passar pelo São Paulo pode ser mais difícil do que a decisão.
 
Santos: O grupo está empolgado por ter chegado no sufoco às semifinais do Paulistão, no entanto, o técnico Vagner Mancini precisou de sorte e de um ótimo trabalho do artilheiro Kléber Pereira para colocar o time entre os quatro melhores. Tecnicamente, ainda está atrás dos concorrentes. Bons jogos de Neymar podem fazer a diferença.

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Libertadores Tags: , , , , , , , , , , , , ,
20/03/2009 - 15:38

DISCUTINDO A RELAÇÃO

Compartilhe: Twitter

Na briga entre a diretoria do São Paulo FC e a Federação Paulista de Futebol eu entendo mais as razões do clube, até porque a entidade quase não se posiciona sobre os assuntos em questão e frequentemente dá espaço para críticas que coincidem com as tricolores.

Para quem não se lembra, a coisa começou um pouco antes da última rodada do Brasileirão do ano passado, quando uma denúncia saída do gabinete da presidência da FPF colocou a direção são-paulina sob suspeita e fez a CBF tirar o árbitro Wagner Tardelli do jogo contra o Goiás. O caso terminou com punição, ainda que branda, do Superior Tribunal de Justiça Desportiva ao dirigente máximo do futebol paulista, Marco Polo Del Nero.

Esta semana, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, voltou a ameaçar com a escalação de um time reserva no Paulistão, acusando a FPF de, no mínimo, ser omissa com relação à tabela do campeonato e outras competições que o tricolor disputa. Para não dizer que a entidade tem má vontade com o clube.

O técnico Muricy Ramalho engrossou o coro e chiou depois do terceiro jogo seguido às 21h45 de quinta-feira. Agora, o problema é a FPF permitir a muadnça do último jogo São Caetano x São Paulo na última rodada da primeira fase para Presidente Prudente. A cidade é muito mais distante do que São Caetano do Sul, local original da partida, e isso aumenta os gastos com deslocamento da delegação.

Se os são-paulinos só reclamam publicamente e não fazem nenhum pedido formal para alteração da tabelas estão cometendo um erro. Mas o equívoco da FPF com o calendário do Paulistão é ainda maior. A participação de clubes paulistas na Libertadores e na Copa do Brasil tem que ser prioridade para nortear eventuais ajustes na ordem das partidas do estadual.

E é uma vergonha que o campeonato tenha rodada com oito jogos no dia 28/03 (sábado) e duas partidas no dia 29/03 (domingo), sendo que a seleção joga pelas eliminatórias no mesmo dia 29. Ou a Federação não dá a mínima para o time de Dunga ou ignora as chances de vários bons atletas como Miranda, Keirrison, Hernanes, Neymar e Ronaldo vestirem a camisa do Brasil. Sem contar os estrangeiros.

Ah, e tem outra rodada marcada para o dia 31/03 (terça), véspera de Brasil x Peru, e para 02/04 (quinta), dia seguinte ao jogo da seleção.

Autor: - Categoria(s): Estaduais, Libertadores Tags: , , , ,
Voltar ao topo