Publicidade

Publicidade

01/11/2009 - 19:06

O MELHOR DO MUNDO EM OUTUBRO

Compartilhe: Twitter

O grande destaque do mês de novembro não apareceu na lista divulgada esta semana pela Fifa, que indicou os 23 jogadores que vão disputar o prêmio de melhor do mundo em 2009.

Ele também ainda não brilhou nos gramados dos principais palcos do futebol mundial. Aos 19 anos, o jovem Dominic Adiyiah se prepara para deixar o Fredrikstad, da Noruega, para vestir a camisa do gigante Milan, da Itália.

Com oito gols marcados, o artilheiro foi o melhor jogador da seleção de Gana e do Mundial Sub-20 conquistado pelos africanos, no Egito. Tudo indica que o futuro vá colocá-lo em muitas das relações de principais jogadores do planeta.

Também foram muito bem nos últimos 30 dias o espanhol Fabregas, do Arsenal e o marfinense Drogba, do Chelsea. Em franca recuperação no Milan, Ronaldinho Gaúcho também merece destaque nas quatro semanas que passaram.

E mesmo sem jogar, Cristiano Ronaldo mostrou a sua importância em novembro. Sem o craque português, o Real Madrid despencou com derrotas para o Milan, pela Liga dos Campeões, e para o modesto Alcorcón, pela Copa do Rei.

Autor: - Categoria(s): Futebol europeu Tags: , , , , , , , , , , , ,
28/06/2009 - 17:38

COMPETITIVO COMO NUNCA

Compartilhe: Twitter

Ponto para o comando da CBF. Quando o Brasil perdeu para a França nas quartas de final da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, todos sentiram que faltaram vibração e disciplina para empurrar aquele timaço ao título.

A percepção foi decisiva para a escolha de Dunga, mesmo sem experiência, para a fuñção de treinador em substituição a Carlos Alberto Parreira. De lá para cá, a seleção pode não ter sido brilhante, mas foi competitiva como nunca.

Depois de levar a equipe à conquista da Copa América com vitória sobre a Argentina na final, o técnico agora comemora a Copa das Confederações com uma virada espetacular contra os EUA por 3×2.

Apesar dos dois gols norte-americanos no 1o tempo, cheios de méritos dos atacantes, o Brasil teve postura ofensiva e criou algumas chances, apesar do desempenho abaixo do esperado de Kaká e Robinho, jogadores decisivos para a seleção.

Sem opções no banco para criação de jogadas como Ronaldinho Gaúcho, ainda sob desconfiança no Milan, ou Alex, esquecido na Rússia depois de sair do Inter, Dunga recorreu a Daniel Alves e Elano.

Mais do que as mudanças, fizeram diferença o talento e a manutenção da postura ofensiva, além do maior acerto do treinador à frente da equipe: Luis Fabiano.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
29/03/2009 - 22:37

ALGUMAS PERGUNTAS PARA DUNGA

Compartilhe: Twitter

Conversei com algumas dezenas de pessoas depois de Equador 1×1 Brasil, em Quito, pelas eliminatórias. Ninguém gostou da seleção. Já Dunga… “Foi uma boa partida pelo retrospecto do Brasil na capital equatoriana”. Boa? Tem certeza?

O treinador também ressaltou o fato de o adversário saber jogar a quase 3 mil metros de altitude, apesar de apenas dois jogadores do Equador atuarem na cidade. “É difícil jogar com uma equipe que sabe aproveitar a altitude.” Falou especialmente da velocidade da bola. Então, o que motivou a CBF a levar a delegação para Quito horas antes da partida? Não seria importante que os atletas pudessem bater uma bola e sentir a diferença em relação a Teresópolis?

Depois de ver o Equador criar várias chances e o goleiro Júlio César salvar o Brasil durante os primeiros 60 minutos de jogo, Dunga sacou Elano e colocou Josué. Josué?

Outra frase tirada da análise do técnico sobre a partida, mais especificamente, referente à atuação de Ronaldinho Gaúcho. “Ele não tem ritmo adequado porque entra pouco no time do Milan.” Não seria interessante apostar em meias que estão bem na Europa, como Alex (Fenerbahce) e Renato Augusto (Bayer Leverkusen), gente que está bem no Brasil, como Hernanes (São Paulo), ou ainda em quem saiu em grande forma e há pouco tempo do país, como Alex (ex-Inter)?

Espero que não seja tão complicado ganhar do lanterna Peru em Porto Alegre e sair da quarta posição no caminho da Copa da África do Sul.

Autor: - Categoria(s): Seleção Tags: , , , , , , ,
26/03/2009 - 21:11

A ESCALAÇÃO DE DUNGA

Compartilhe: Twitter

Tudo o que vem da Granja Comary indica que Kaká não será titular no jogo de domingo contra o Equador, em Quito, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. O craque do Milan faz treinos físicos, ainda sente incômodo no pé esquerdo e ainda não pode trabalhar normalmente com o resto do grupo.

Bom para Ronaldinho Gaúcho, que hoje é o reserva da posição no esquema de Dunga. De forma justa, diga-se de passagem, Elano conquistou uma vaga no time titular. Mais pelo que sempre faz com a camisa da seleção do que exatamente pela campanha com a camisa do Manchester City.

Na defesa, concordo com a escalação de Marcelo, que é, por sinal, a indicação para o setor de Roberto Carlos, ainda o melhor lateral-esquerdo que temos. Já na zaga, Luisão teria que ser reserva de Thiago Silva, mesmo que o ex-jogador do Fluminense não esteja atuando regularmente pelo Milan. Simplesmente por ser melhor.

E no meio, sigo sem entender a permanência de Gilberto Silva, mesmo com a boa lembrança de Felipe Mello.

Autor: - Categoria(s): Seleção Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo