Publicidade

Publicidade

05/11/2009 - 14:22

HISTÓRIAS DAS COPAS 147

Compartilhe: Twitter

Zagallo promoveu mudanças ao assumir a equipe do Brasil, com as entradas de Everaldo, Clodoaldo e Rivelino no time e o recuo de Piazza para a zaga. O treinador colocou Pelé no banco e chegou a ser vaiado no empate por 0x0 contra a Bulgária em um amistoso preparatório. Com mais de três meses para treinar a seleção e fazer adaptação para a altitude, Zagallo escalou o time na estreia da Copa de 70 contra a Tchecoslováquia com Félix, Carlos Alberto, Brito, Piazza e Everaldo; Clodoaldo e Gérson; Jairiznho, Pelé, Tostão e Rivellino. Com dois gols de Jairzinho, um de Pelé e um de Rivellino, o Brasil venceu por 4×1.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
27/10/2009 - 16:25

HISTÓRIAS DAS COPAS 138

Compartilhe: Twitter

Quatro equipes que disputaram as quartas de final da Copa de 66 sequer conseguiram classificação para o Mundial de 70, no México. Na Europa, Portugal foi eliminado no grupo que tinha a Romênia e a campeã olímpica Hungria perdeu na classificação para a Tchecoslováquia. Na América do Sul, o Peru, do craque Cubillas, foi a surpresa ao garantir vaga e deixar a Argentina de fora. Já a Coreia do Norte não foi ao Mundial por se negar a jogar contra Israel.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , ,
09/10/2009 - 18:02

HISTÓRIAS DAS COPAS 120

Compartilhe: Twitter

A classificação para a Copa de 66 teve surpresas na Europa com as eliminações de duas seleções que foram destaques no Mundial do Chile, quatro anos antes: a Tchecoslováquia, vice-campeã, ficou atrás de Portugal e a Iugoslávia, semifinalista em 62, parou na França. Na zona África / Ásia / Oceania, várias desistências entre os inscritos colocaram Coreia do Norte e Austrália na briga por uma vaga. Com vitórias por 6×1 e 3×1, os coreanos chegaram ao Mundial para fazer história na Inglaterra.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
05/10/2009 - 16:02

HISTÓRIAS DAS COPAS 116

Compartilhe: Twitter

Livre de suspensão pela expulsão na semifinal, Garrincha teve que superar febre de 38 graus para entrar em campo na decisão da Copa de 62, no Chile, contra a Tchecoslováquia. A presença na final foi suficiente para que os adversários colocassem dois jogadores na marcação do craque. Masopust colocou os europeus em vantagem, mas Amarildo foi decisivo ao empatar o jogo e fazer o cruzamento para Zito virar o placar. Com um gol de Vavá, o Brasil venceu por 3×1 e conquistou o bicampeonato, igualando o Uruguai, vencedor do Mundial em 30 e 50, e a Itália, que havia levantado a taça em 34 e 28.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
03/10/2009 - 20:15

HISTÓRIAS DAS COPAS 114

Compartilhe: Twitter

Depois de ver o público ficar abaixo dos 20 mil torcedores nas primeiras quatro partidas da Copa de 62, o Brasil teve que encarar mais de 76 mil chilenos no estádio Nacional de Santiago na semifinal do torneio. Mesmo com o apoio das arquibancadas, a seleção do Chile, dona da casa, saiu perdendo logo aos 9 minutos graças a um gol de Garrincha, que marcou também o segundo gol. O Chile diminui ainda no primeiro tempo, mas o Brasil venceu por 4×2 com dois gols de Vavá para chegar à decisão. Na outra semifinal, a Tchecoslováquia bateu a Iugoslávia por 3×1.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , ,
02/10/2009 - 16:14

HISTÓRIAS DAS COPAS 113

Compartilhe: Twitter

O Brasil não precisou sair de Viña Del Mar para enfrentar a Inglaterra pelas quartas de final da Copa do Mundo de 62, no Chile. Depois de ser o único time que segurou o equipe brasileira em 58, a seleção inglesa não conseguiu parar Garrincha, que marcou dois gols. Vavá também balançou as redes na vitória por 3×1, que garantiu vaga nas semifinais. Também avançaram o Chile, que eliminou a União Soviética, a Iugoslávia, que passou pela Alemanha Ocidental, e a Tchecoslováquia, que superou a Hungria.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , ,
26/09/2009 - 13:44

HISTÓRIAS DAS COPAS 107

Compartilhe: Twitter

As 16 seleções classificadas para a Copa de 62, no Chile, foram divididas em quatro chaves. União Soviética e Iugoslávia superaram Uruguai e Colômbia no grupo 1. Na chave 2, Alemanha Ocidental e Chile avançaram; Itália e Suíça foram eliminadas. O Brasil foi o primeiro no grupo 3, que teve a Tchecoslováquia em 2º lugar e México e Espanha fora do Mundial. Hungria e Inglaterra ficaram com as vagas na chave 4, que tinha Argentina e Bulgária.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , ,
19/09/2009 - 21:42

HISTÓRIAS DAS COPAS 101

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 62, no Chile, não teve seleções asiáticas ou africanas, já que Marrocos e Coréia do Sul tiveram que jogar repescagem e perderam para os europeus Espanha e Iugoslávia. O México foi o único time da Concacaf a se classificar para o Mundial, depois de disputar a fase final contra Costa Rica e Antilhas Holandesas. Argentina, Uruguai e Colômbia entraram na competição como representantes da América do Sul. Da Europa, foram para a Copa avançaram times tradicionais como Itália, Alemanha Ocidental, Hungria e a campeã europeia União Soviética, além da Inglaterra, da Suíça, da Tchecoslováquia e da Bulgária.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
27/07/2009 - 18:05

HISTÓRIAS DAS COPAS 46

Compartilhe: Twitter

Como ainda estavam vivendo a reconstrução de suas principais cidade e da estrutura básica para a população, alguns países como a Alemanha não enviaram seleções para a Copa do Mundo de 50, no Brasil. Problemas políticos impediram a participação de importantes equipes do leste europeu como União Soviética, Tchecoslováquia e Hungria. Bicampeã mundial, a Itália enviou time para o torneio apesar do desastre de Superga, acidente aéreo que matou em 49 todo o time do Torino, o melhor da Itália na época.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
20/07/2009 - 17:38

HISTÓRIAS DAS COPAS 39

Compartilhe: Twitter

Para a segunda partida do Brasil na Copa de 38, contra a Tchecoslováquia, o técnico Adhemar Pimenta mudou apenas o goleiro, trocando Batatais, do Fluminense, por Walter, do Flamengo. O jogo em Bordeaux e terminou com empate por 1×1 e três jogadores expulsos: os brasileiros Zezé Procópio e Machado e o tcheco Riha. No desempate, dois dias depois, Pimenta mudou nove atletas do time titular e o Brasil venceu por 2×1 para chegar às semifinais pela primeira vez na história.

Autor: - Categoria(s): Copa 2010, Histórias das Copas Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo