Publicidade

Publicidade

02/10/2009 - 16:59

FUTURO MELHOR PARA O ESPORTE BRASILEIRO

Compartilhe: Twitter

Nos últimos dias, você foi bombardeado com informações sobre o que os Jogos Olímpicos podem movimentar e a importância do evento para uma cidade.

A partir de hoje, moradores do Rio sonham com vizinhanças mais seguras, com congestionamentos menores, com metrô melhor, com corredores de ônibus eficientes. Até mesmo com a Baía da Guanabara despoluída.

E o turismo deve crescer muito graças à Copa do Mundo em 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016, com expectativa de aumento expressivo no número de visitantes que o país vai receber.

Mais empregos e mais dinheiro por aqui. Tem também aquela importante preocupação com o uso dos recursos, que serão quase todos públicos no projeto para o Brasil receber a primeira olimpíada na América do Sul.

A maior conquista, no entanto, já está sendo celebrada por atletas e treinadores de muitas modalidades. Junto com Jogos, vão chegar ao Brasil investimentos do Comitê Olímpico Internacional para desenvolvimento do esporte por aqui.

Conversei hoje com Hortência (basquete), Jade Barbosa (ginástica), Leandro Guilheiro (judô), Tiago Camilo (judô), Hugo Hoyama (tênis de mesa) e Giovane Gávio (vôlei). Todos apostam no crescimento acelerado do esporte brasileiro graças aos Jogos Olímpicos de 2016.

É bem provável que os resultados já sejam observados em Londres-2012. Aí passamos quatro anos muito mais ligados em resultados de mundiais e outras competições importantes de muitas modalidades, interesse que vai ter consequências positivas na busca por patrocínios e investimentos para atletas brasileiros.

Autor: - Categoria(s): Jogos Olímpicos Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
27/10/2008 - 19:13

DILEMA

Compartilhe: Twitter

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) apresentou nesta segunda-feira a 15a edição da Superliga com grandes atrações na temporada 2008-09. A entidade anuncia o repatriamento de 43 atletas, 15 no feminino e 28 no masculino, e comemora a organização do melhor campeonato feminino do mundo e um dos melhores entre os homens.

O importante agora é garantir o intercâmbio com profissionais de outros países, jogadores e treinadores. O Brasil é potência no vôlei mundial e tem trabalho de excelência em vários clubes, mas o isolamento pode custar caro  no prazo médio.

Com poucos atletas das nossas seleções atuando na Europa, o próximo passo será atrair estrangeiros para os clubes nacionais e assim garantir a troca de informações e experiências que é fundamental para o desenvolvimento da modalidade e a manutenção dos resultados obtidos nos últimos anos pelo vôlei brasileiro.

Autor: - Categoria(s): Vôlei Tags: ,
Voltar ao topo